A-A+

Jovem é assassinada por marido na Zona Oeste do Recife

Por causa de ciúmes, Raphael Cordeiro Lopes matou a tiros Leandra Jennifer da Silva, com quem tinha um filho de um ano

Mãe de Leandra chora em frente ao retrato da filha e do genro que a assassinouMãe de Leandra chora em frente ao retrato da filha e do genro que a assassinou - Foto: Germano Rodrigues/Rádio Folha

Mais um caso de feminicídio revolta o Recife. Leandra Jennifer da Silva, de 22 anos, casada há 3 anos com Raphael Cordeiro Lopes, de 32, foi assassinada a tiros por ele na manhã deste domingo (9), na casa onde moravam, na Zona Oeste do Recife. 

O casal tinha acabado de voltar do bloco "De Bar em Bar", em Olinda. Leandra chegou a enviar uma mensagem de WhatsApp para sua mãe, Josiane, por volta das cinco horas. Até onde se sabe, o motivo da briga seriam ciúmes de Raphael em relação a Leandra.

Segundo a família de Leandra, a atitude de Raphael foi uma surpresa. "Eles tinham brigas normais de casal, mas nunca soubemos sequer que ele tenha batido nela. Ela nunca nos contou sobre nenhuma violência dele", afirmou a irmã da vítima, Elisa. Em nota enviada à Folha de Pernambuco, a Polícia Civil informou que Raphael é ex-presidiário e usuário de drogas. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios.

Leia também:

Senado avança em proposta que torna feminicídio imprescritível
Feminicídios têm queda de 23% no estado de Pernambuco
'Trilogia do feminicídio' aborda a violência contra a mulher no teatro


Detalhe de quadro mostrando Raphael e Leandra grávida de seu filho mais novo, que tem cerca de um ano

Detalhe de quadro mostrando Raphael e Leandra grávida de seu filho mais novo, que tem cerca de um ano - Crédito: Germano Rodrigues/Rádio Folha

 

O crime foi cometido diante do filho do casal, de um ano. O bebê foi levado por Raphael e deixado na casa da babá, a quem antes de fugir Raphael confessou ter matado a esposa. De lá, o pequeno foi levado para a casa da avó paterna. Leandra também tinha um outro filho, de 5 anos, fruto de um relacionamento anterior.
Raphael Cordeiro Lopes é proprietário da casa de apostas "Recife da Sorte" e até o momento encontra-se foragido.

Caso surpreendeu vizinhos, no bairro da Torre

Caso surpreendeu vizinhos, no bairro da Torre - Crédito: Germano Rodrigues/Rádio Folha

Veja também

Pacto pela segurança
Opinião

Pacto pela segurança

Murais poéticos de Ariano Suassuna
Opinião

Murais poéticos de Ariano Suassuna