Jovem é esfaqueado em assalto na região da Praça da Independência

Caso ocorreu na manhã deste sexta (29), o assaltante fugiu e levou a bolsa do rapaz; Heitor Almeida teve o corte suturado e já recebeu alta médica no Hospital da Restauração

Hospital da RestauraçãoHospital da Restauração - Foto: Henrique Genecy/Folha de Pernambuco

Um atendente de telemarketing de 26 anos levou uma facada no peito durante um assalto na manhã desta sexta-feira (29), na região da praça do Diário, no bairro de Santo Antônio, no centro do Recife. Heitor Almeida foi abordado, por volta das 6h30, por um assaltante que portava um facão e queria que o rapaz o entregasse seus pertences. O criminoso fugiu, levando sua bolsa.  

Heitor e a funcionária de um ponto de comércio próximo ao local do crime costumavam andar no mesmo ônibus e foi ela quem chamou uma ambulância, junto com o dono do comércio. A mãe de Heitor, Maria Valéria, também foi chamada e chegou ao local em tempo de acompanhá-lo na ambulância. Eles pediram para não ser identificados, por medo de represálias, e contam que a região vem enfrentando graves problemas de segurança, com assaltos frequentes

Heitor sofreu um corte superficial e recebeu alta médica no fim da manhã desta sexta. Ele foi levado para o Hospital da Restauração, na área central do Recife, onde foi submetido a uma tomografia, teve o ferimento suturado e tomou vacina antitetânica. 

Leia também:
Homem que arrastou mulher em assalto é preso em Paulista
Presa quadrilha suspeita de assaltos na BR-101, em Goiana


Comerciantes e moradores da região ressaltam que a área está sofrendo com uma onda de assaltos durante principalmente os horários da manhã e não há policiamento na região para impedir esses assaltos.

Veja também

Em emails, governo admite prazo estourado e quebra de cláusulas pela Covaxin, na mira de CPI e Procu
Investigação

Em emails, governo admite prazo estourado e quebra de cláusulas pela Covaxin, na mira de CPI e Procu

Mortes de PC Farias e Suzana Marcolino completam 25 anos ainda sem respostas
Brasil

Mortes de PC Farias e Suzana Marcolino completam 25 anos ainda sem respostas