A-A+

Justiça autoriza quebra de sigilo de Flávio e Queiroz

A decisão é do dia 24 de abril e foi divulgada nesta segunda-feira (13) pelo jornal O Globo

Senador Flávio Bolsonaro (PSL)Senador Flávio Bolsonaro (PSL) - Foto: Filipe Cordon/Folhapress

A Justiça do Rio de Janeiro autorizou a quebra de sigilo bancário e fiscal do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e de seu ex-assessor Fabrício Queiroz.

A decisão é do dia 24 de abril e foi divulgada nesta segunda-feira (13) pelo jornal O Globo.

A autorização atinge também 88 ex-assessores de Flávio na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), a mulher e a empresa do senador, pessoas e firmas que fizeram transações imobiliárias com ele.

A quebra de sigilo bancário e fiscal é o primeiro passo judicial da investigação sobre Queiroz após 500 dias do relatório do Coaf apontar uma movimentação atípica de R$ 1,2 milhão na conta bancária do ex-assessor de Flávio.

Segundo o jornal, o período da quebra é de 2007 a 2018, período em que Queiroz esteve vinculado ao gabinete de Flávio.

Leia também:
Flávio Bolsonaro dá versões falsas sobre extrato bancário e compra de imóveis


Fazem parte do rol dos investigados as filhas do ex-assessor, Nathalia e Evelyn Queiroz, ambas ex-assessoras de Flávio. Também tiveram quebrados os sigilos Raimunda Veras Magalhães e Danielle Nóbrega, mãe e mulher do ex-PM Adriano da Nóbrega, foragido acusado de comandar uma milícia na zona oeste do Rio de Janeiro.

Também são alvos os norte-americanos Glenn Dillard, Paul Maitino e Charles Eldering, ligados a dois imóveis em Copacabana adquiridos e vendidos pelo senador. Na transação, ele lucrou R$ 813 mil num período menor do que um ano e meio.

Também é alvo do procedimento a MCA Participações e seus sócios. Como a Folha de S.Paulo revelou em 2018, o senador vendeu para a empresa salas comercias adquiridas 45 dias antes, com um lucro de mais de 200%.

Veja também

Padre é preso por desviar dinheiro de fiéis para financiar orgias com drogas
ITÁLIA

Padre é preso por desviar dinheiro de fiéis para financiar orgias com drogas

Termina neste domingo (26) inscrição para isentos que não compareceram ao Enem 2020
ENEM

Termina neste domingo (26) inscrição para isentos que não compareceram ao Enem 2020