decisão

Justiça condena esposa e mais duas pessoas por morte de professor universitário

O crime ocorreu em 2009 e teve como participação a esposa de Paulo Augusto Sperança, professor de odontologia no Recife

Fórum Thomaz de AquinoFórum Thomaz de Aquino - Foto: Jedson Nobre/Arquivo Folha

A Justiça concluiu, nesta quinta-feira (24), o julgamento sobre o trio acusado de matar, em 2009, o professor de odontologia Paulo Augusto Sperança, de 53 anos. Após sessão movimentada com defesa e acusação se pronunciando, Ana Terezinha Zanforlim Sperança, Adriana Lima Castro de Santana e Júlio Alves Teixeira Neto foram condenados à reclusão, porém irão recorrer em liberdade.  

As acusadas Ana Terezinha Zanforlim Sperança, esposa da vítima, e Adriana Lima Castro de Santana, apontadas como autoras intelectuais do crime, foram condenadas à pena de 13 anos e 4 meses de reclusão em regime inicialmente fechado por tentativa de homicídio triplamente qualificado: motivo torpe, fútil e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima.  

Já Júlio Alves Teixeira Neto, apontado como executor, foi condenado por tentativa de homicídio privilegiado, qualificado pelo uso de recurso que não permitiu a defesa da vítima. A pena dele foi de 9 anos e 2 meses de reclusão em regime inicialmente fechado. 

Apesar da decisão, as defesas dos réus manifestaram interesse em entrar com recurso e encaminharão os pedidos ao Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). A sentença veio em resposta à denúncia feita pelo Ministério Público (MPPE) e foi dada pelo juiz Abner Apolinário da 4ª Vara do Tribunal do Júri da Capital, instalada no Fórum Thomaz de Aquino.

Crime
O crime ocorreu em 2009. Na época, o professor foi encontrado morto dentro do próprio carro nas proximidades da avenida Recife. Horas antes do crime, imagens de circuito de câmeras de segurança de um shopping da cidade mostraram o casal junto. Paulo já havia sofrido outros atentados. Um deles, em dezembro do ano passado, quando levou dois tiros.

Veja também

Rafael Colombo deixa quadro na CNN Brasil por divergências com Alexandre Garcia
Jornalismo

Rafael Colombo deixa quadro na CNN Brasil por divergências com Alexandre Garcia

Metade da população alemã recebeu uma dose de vacina anticovid-19
Pandemia

Metade da população alemã recebeu uma dose de vacina anticovid-19