Justiça determina retirada de caminhões cegonha estacionados no Recife

Multa diária, em caso de descumprimento da decisão, aumentou para R$ 50 mil por veículo e R$ 100 mil para o sindicato da categoria.

Cegonheiros parados em Boa Viagem, na Zona SulCegonheiros parados em Boa Viagem, na Zona Sul - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

A justiça determinou, na tarde desta quinta-feira (24), a retirada imediata dos caminhões tipo cegonha que estavam estacionados na avenida Boa Viagem, na Zona Sul do Recife e em outros pontos da cidade. A multa diária, em caso de descumprimento da decisão, aumentou para R$ 50 mil por veículo e R$ 100 mil para o sindicato da categoria.

Leia também
Cegonheiros começam a ser multados por estacionar na orla
Ainda sem data julgamento do caso dos cegonheiros, que seguem na orla da Zona Sul


A determinação é do juiz Lúcio Grassi de Gouveia, da 8ª Vara da Fazenda Pública. Ele atendeu a uma petição impetrada pela Prefeitura do Recife, por meio da Procuradoria Geral do Município (PGM). Segundo o procurador-geral do Recife, Ricardo Correia, há mais de 40 caminhões estacionados irregularmente.

Entenda o caso
Os motoristas dos caminhões-cegonha, conhecidos como cegonheiros, estão estacionados no Centro do Recife desde o dia 31 de julho em protesto contra a contratação de profissionais de outros estados para fazer o escoamento da produção da montadora Jeep-Fiat, em Goiana, na Mata Norte pernambucana.
Após a decisão judicial ordenando que os cegonheiros retirassem os cerca de 50 caminhões estacionados no Centro do Recife, os trabalhadores decidiram parar os caminhões na Av. Boa Viagem, onde estão desde o dia 10 de agosto. Segundo o juiz Lúcio Grassi, a mudança configurou descumprimento de ordem judicial. Muitos veículos permaneceram estacionados nas imediações do Parque Dona Lindu.

Veja também

China usa teste anal com cotonete para detectar Covid-19 e diz que técnica é mais precisa
Testagem

China usa teste anal com cotonete para detectar Covid-19 e diz que técnica é mais precisa

Juros para famílias caem ao menor nível histórico em 2020, diz BC
Economia

Juros para famílias caem ao menor nível histórico em 2020, diz BC