Justiça envia R$ 27 milhões do acordo de leniência da J&F para Fiocruz

Dinheiro será usado no combate do novo coronavírus

Amostras encaminhadas para testagemAmostras encaminhadas para testagem - Foto: Pascal GUYOT / AFP

A Justiça Federal no Distrito Federal homologou nesta quinta-feira (2) a destinação de R$ 26,8 milhões do acordo de leniência do grupo J&F para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) combater o novo coronavírus (covid-19).

Pelas cláusulas do acordo, realizado entre o Ministério Público Federal (MPF) e a empresa, os recursos devem ser usados na compra de testes para verificar se pacientes que apresentam sintomas da doença foram contaminados. O prazo para prestação de contas é 180 dias.

Leia também:
Fiocruz lança site de doações para ações contra a Covid-19
Rio começa na próxima semana testes em massa drive thru

Em 2017, a J&F assinou acordo de leniência com o MPF e se comprometeu a pagar no total R$ 10,3 milhões de multa e ressarcimento parcelados a órgãos públicos que foram lesados pelas condutas criminosas confessadas por ex-executivos do grupo.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Conselho de Enfermagem apura denúncias de fraude na vacinação em São Paulo
Coronavirus

Conselho de Enfermagem apura denúncias de fraude na vacinação em São Paulo

Supremo decide manter em Brasília casos de Lula retirados da Lava Jato de Curitiba
STF

Supremo decide manter em Brasília casos de Lula retirados da Lava Jato de Curitiba