CANNABIS

Justiça Federal em Pernambuco autoriza associação recifense a usar cannabis para fins medicinais

CannabisCannabis - Foto: Juan Mabromata/AFP

A Justiça Federal em Pernambuco (JFPE) autorizou a associação recifense Amme Medicinal a plantar, manipular e produzir produtos derivados da Cannabis, conhecida como maconha, para fins exclusivamente medicinais.

A Juíza Titular da 12ª Vara Federal, Joana Carolina Lins Pereira, assinou a liminar no último dia 15 de novembro.

A Amme Medicinal é uma associação localizada no bairro da Madalena, na Zona Oeste do Recife, que atende pacientes que fazem o uso do óleo da cannabis terapêutica para diversas patologias.

Atualmente, são atendidas mais de 100 famílias que possuem prescrição e laudo médico atestando a necessidade dos remédios à base do extrato extraído da planta.

Durante a decisão, a juíza federal ressaltou que medicamentos à base de canabidiol só existem no mercado em versões importadas ou fabricadas com insumos importados, a preços não acessíveis à maior parte dos que deles precisam.

“A maioria dos brasileiros que precisam do medicamento buscam associações. A cannabis pode ser a primeira opção [para o tratamento]. Esse é só um degrau para que outras associações venham a conseguir”, disse o presidente da Amme Medicinal Diogo Dias.

A juíza Joana Carolina Lins determinou ainda que a associação Amme adote todas as medidas necessárias para evitar a utilização indevida da Cannabis e do extrato fabricado a partir dela, devendo manter cadastro de todos os pacientes beneficiados e informações da quantidade de óleo recebida e das datas de cada entrega. O cadastro deverá estar sempre atualizado para eventual apresentação judicial.

Apesar de o uso recreativo ser proibido no Brasil, a Lei 11.343, de 2006, diz que a planta pode ser utilizada para fins medicinais ou científicos, se houver autorização da União.

Veja também

Marcha para Jesus reúne milhares no centro do Rio de Janeiro
Religião

Marcha para Jesus reúne milhares no centro do Rio de Janeiro

MEC altera prazo para confirmação de informações do Prouni
Educação

MEC altera prazo para confirmação de informações do Prouni