Justiça suspende liminar que proibia apreensão de Uber no Recife

Desembargador informou que o prejuízo dos motoristas cadastrados no Uber não é motivo para suspender a lei municipal

Gaga – O Amor Pela DançaGaga – O Amor Pela Dança - Foto: Divulgação

O desembargador do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), Erik Simões, suspendeu, na última terça-feira (27), a liminar que proibia a Prefeitura do Recife de apreender e aplicar multas a motoristas de Uber. A decisão derruba a liminar do juiz da 4ª Vara da Fazenda Pública da Capital, Djalma Andrelino Nogueira Júnior, que proibia a PCR de recolher o carro de sete motoristas.

Os detalhes foram divulgados, na última quinta-feira (29), pelo TJPE. O desembargador informou que o prejuízo dos motoristas cadastrados no Uber não é motivo para suspender a lei municipal, que restringe o serviço de transporte individual remunerado de passageiros aos veículos e motoristas cadastrados e autorizados pela PCR. Os sete motoristas, no entanto, poderão recorrer no prazo de 15 dias.

Veja também

Depois de 652 dias, Bélgica consegue formar um governo
internacional

Depois de 652 dias, Bélgica consegue formar um governo

Em um ano, pobreza na Argentina sobe e passa a atingir 18,5 milhões de pessoas
internacional

Em um ano, pobreza na Argentina sobe e passa a atingir 18,5 milhões de pessoas