Kim Jong Un anuncia mudanças no principal órgão de poder da Coreia do Norte

Cinco dos 13 membros da Comissão de Assuntos de Estado (CAE) foram substituídos

Kim Jong UnKim Jong Un - Foto: KCNA VIA KNS / AFP

O dirigente norte-coreano Kim Jong Un fez uma importante reforma na Comissão de Assuntos de Estado, o principal órgão de poder no país, e mudou mais de um terço de seus membros, anunciou nesta segunda-feira (13) a imprensa estatal.

O neto do fundador da República Popular e Democrática da Coreia não para de consolidar seu poder desde que sucedeu o pai, Kim Jong Il, em 2011. Kim Jong Un preside, entre outras instituições, a Comissão de Assuntos de Estado (CAE), na qual cinco dos 13 membros acabam de ser substituídos.

Leia também:
Cerca de 10 mil pessoas são colocadas em quarentena na Coreia do Norte
Coreia do Norte declara fim da moratória sobre testes nucleares
China registra 108 novos casos de covid-19, 10 de contágio local


A reforma foi aprovada no domingo (12) pela Assembleia Popular Suprema, o Parlamento da Coreia do Norte, informou a agência oficial KCNA nesta segunda-feira.

"É uma reforma bastante ampla da direção da CAE", afirmou Rachel Lee, ex-funcionária do governo americano e especialista em Coreia do Norte.

A CAE foi criada em 2016 para substituir a poderosa Comissão de Defesa Nacional (CDN), que era até então o órgão supremo de decisão política. Várias fotos publicadas pelo jornal norte-coreano Rodong Sinmun mostram centenas de membros da Assembleia Popular Suprema sentados uns ao lado dos outros. Nenhum deles utiliza máscara, apesar da pandemia mundial do novo coronavírus.

Sobre o tema, um comunicado divulgado pelo governo reafirma a posição da Coreia do Norte de que o país "não tem nenhum caso" de coronavírus, apesar da proximidade com a China, berço da pandemia.

O governo norte-coreano colocou em confinamento milhares de pessoas e centenas de estrangeiros, sobretudo diplomatas, e organizou grandes operações de higienização para evitar a pandemia que, segundo especialistas, poderia provocar muitos danos em um país com infraestruturas de saúde deficientes.

"A campanha do Estado contra a epidemia se intensificará para evitar a propagação de Covid-19", afirma o governo em seu comunicado.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Profissionais de saúde do Recife que já receberam segunda dose de vacina contra Covid devem voltar a

Profissionais de saúde do Recife que já receberam segunda dose de vacina contra Covid devem voltar a

Brasil contabiliza quase 43 mil novos casos de Covid-19
Coronavírus

Brasil contabiliza quase 43 mil novos casos de Covid-19