GUERRA NA UCRÂNIA

Lavrov: hospital pediátrico de Mariupol servia de base para nacionalistas ucranianos

Ministro russo afirma que havia batalhão nacionalista no local

Tanque de guerra ucraniano destruído em MariupolTanque de guerra ucraniano destruído em Mariupol - Foto: Handout/Russian Defence Ministry/AFP

O ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, justificou nesta quinta-feira (10) o bombardeio de um hospital pediátrico na cidade ucraniana sitiada de Mariupol, alegando que estava sendo usada como base por um batalhão nacionalista.

"Este hospital pediátrico foi retomado há tempos pelo batalhão de Azov e por outros radicais, e todas as mulheres que iam dar à luz, todas as enfermeiras e todo pessoal de apoio haviam sido expulsos", declarou Lavrov, após conversas com seu homólogo ucraniano, Dmytro Kuleba, na Turquia.

Veja também

Ex-presidente da Tunísia é condenado a 8 anos de prisão
SENTENÇA

Ex-presidente da Tunísia é condenado a 8 anos de prisão

Incêndio em edifício residencial deixa ao menos 15 mortos no leste da China
China

Incêndio em edifício residencial deixa ao menos 15 mortos no leste da China