Léo Dias irá se submeter a tratamento contra as drogas com uso de ibogaína

O jornalista disse ainda que recebeu o apoio de Silvio Santos

Léo vai se afastar das atividades por uma semanaLéo vai se afastar das atividades por uma semana - Foto: Gabriel Cardoso/SBT

O apresentador do Fofocalizando Léo Dias revelou que recebeu o aval do dono do SBT, Silvio Santos, para iniciar seu tratamento contra o vicío das drogas. Ele falou sobre o assunto para Daniel Castro, do 'Notícias da TV'. Léo contou que a rehab começa na próxima segunda-feira (17) e vai durar uma semana. Ele irá se internar em uma clínica do interior de São Paulo para se submeter a um tratamento usando ibogaína, uma substância psicodélica que causa alucinações fortíssimas e pode até matar, mas tem alta eficiência no combate à dependência de cocaína, crack, álcool e maconha. "Fui poupado da demissão porque Silvio Santos tem ciência de que estou doente. Isso me deu um choque", disse.

Com 43 anos, ele contou que usa cocaína desde 2001, quando morou na Austrália. Para o tratamento, ele irá custear R$ 8.500. "Já me senti tantas vezes à beira da morte. Vai ser mais uma", discursa. "Na verdade, estou cagando de medo. Não de morrer, mas de meu cérebro. Minha grande virtude é meu cérebro, sou um jornalista muito rápido. Morro de medo de sair zoado", desabafa.

PERIGO
Assim como os cogumelos e a ayahuasca, a ibogaína pertence à família dos alucinógenos. Segundo relatos ao comer a planta Iboga ou tomar o seu chá, seguindo suas instruções de uso, pode haver uma purificação do corpo e da mente, além de uma alteração alucinógena, e a pessoa pode achar que está saindo do seu corpo. Seu consumo provoca visões e acredita-se que seja possível encontrar-se com espíritos, mas também pode desencadear quadros psiquiátricos graves, induz ao coma, e pode causar a morte.

Veja também

Assista ao vivo à cerimônia de posse de Joe Biden e Kamala Harris
Estados Unidos

Assista ao vivo à cerimônia de posse de Joe Biden e Kamala Harris

Recusar a vacinação pode levar à demissão por justa causa? Saiba o que dizem os especialistas
Coronavírus

Recusar a vacinação pode levar à demissão por justa causa? Saiba o que dizem os especialistas