Líder comunitário é assassinado no Cabo de Santo Agostinho

Ele era comerciante na praia de Enseada dos Corais e estava desaparecido há dois dias

Tio da vítima, o vigilante Luís Henrique de AndradeTio da vítima, o vigilante Luís Henrique de Andrade - Foto: Thiago Cabral/Folha de Pernambuco

Um dia depois do triplo homicídio em uma pousada no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife (RMR), foi encontrado morto o líder comunitário George de Andrade Lima Rodrigues, de 37 anos. Ele era comerciante na Praia de Enseada dos Corais e estava desaparecido havia dois dias.

George foi sequestrado a 100 metros da casa onde morava por homens que estavam se passando por policiais civis. O corpo foi encontrado a dois quilômetros de onde foi levado, no setor 4 da praia. O tio da vítima, o vigilante Luís Henrique de Andrade, de 39 anos, relata que a população da região procurava o sobrinho.

Leia também:
Três jovens são assassinados em pousada no Cabo
Chacina mata cinco pessoas em São José da Coroa Grande


"Ele sumiu dia 20 e passamos dois dias procurando em Enseada e em Gaibu. Acharam ele ontem [quinta-feira, 22] à tarde dentro de um matagal. Ele ajudava todo mundo, era uma pessoa bem quista e morava há muito tempo lá. Não sabemos por que isso aconteceu, pode ter sido por engano".

Luís Henrique, que fez o reconhecimento do corpo no Instituto Médico Legal (IML), afirma que George foi aparentemente torturado de jogado no lugar. "As digitais vão ser confrontadas, porque o corpo está em estado de decomposição. Para levar o corpo para Enseada fica difícil, mas a família está vendo onde vai ser o enterro".

Veja também

Neste feriado, Hemato faz convite para abastecer seus estoques de sangue
Doação de sangue

Neste feriado, Hemato faz convite para abastecer seus estoques de sangue

Rodovias de Pernambuco recebem reforço na fiscalização durante o feriadão de Finados
feriadão de Finados

Rodovias de Pernambuco recebem reforço na fiscalização