A-A+

Líder do governo diz que reforma da Previdência pode ficar para 2º semestre

O deputado Major Vitor Hugo afirmou que não há pressa para a votação

Líder do Governo,deputado Major Vitor HugoLíder do Governo,deputado Major Vitor Hugo - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O governo de Jair Bolsonaro se contradisse nesta quinta-feira (11) sobre o prazo para votar a reforma da Previdência. O líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), afirmou que a análise em plenário pode ficar para o segundo semestre deste ano.

O ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil), por sua vez, cravou que a votação será até julho."A gente quer que seja antes do término deste semestre ou início do semestre que vem", afirmou Vitor Hugo.

Segundo o líder, "pode ser" que fique para agosto ou depois. "A gente não quer fazer nada açodado. Se for estudar quantos dias levou a proposta do Lula e do FHC, foram muitos dias, mais de cem dias", disse ele. "Não precisa fazer nada de maneira açodada para atropelar os prazos."

 

Leia também:
'Reforma da Previdência não retira direito de ninguém', diz Onyx
Rejeição à reforma da Previdência diminuiu desde 2017, destaca secretário
Maia faz apelo a líderes, mas centrão quer atrasar votação da Previdência na CCJ



Onyx deu declaração diferente. "A aprovação da Nova Previdência seguramente acontecerá no primeiro semestre ainda, porque ela é a favor dos brasileiros, o Brasil entrará no portal da prosperidade", afirmou.

Criticado por congressistas do PSL e de outros partidos, Vitor Hugo tem a permanência na função de líder frequentemente contestada para conduzir a tramitação da medida.Mas ele diz que resistência à reforma da Previdência não é restrita à sua atuação. "Extrapola a questão da liderança do governo na Câmara, é algo muito maior", afirmou.

Veja também

Mesmo com tempo nublado e ondas mais fortes, domingo é de praias lotadas no Recife
Litoral

Mesmo com tempo nublado e ondas mais fortes, domingo é de praias lotadas no Recife

Padre é preso por desviar dinheiro de fiéis para financiar orgias com drogas
ITÁLIA

Padre é preso por desviar dinheiro de fiéis para financiar orgias com drogas