Líderes do MST são mortos a tiros em acampamento na Paraíba

As mortes ocorreram em um acampamento na cidade de Alhandra (PB), a 45 km de João Pessoa

MSTMST - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Dois líderes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) foram mortos a tiros na noite deste sábado (8), num acampamento na cidade de Alhandra (PB), a 45 km de João Pessoa.

Rodrigo Celestino e José Bernardo da Silva eram coordenadores do acampamento Dom José Maria Pires, que fica numa área invadida em julho de 2017, pertencente à Fazenda Garapu, do grupo Santa Tereza. Cerca de 450 famílias vivem no local.

A polícia trabalha com a hipótese de execução. Segundo testemunhas, dois homens com cabeças cobertas por camisas invadiram o acampamento, na hora do jantar, e pediram para que outras pessoas se afastassem. Apenas os dois coordenadores foram alvejados.




Leia também:
Relatório denuncia contaminação de comunidades rurais por agrotóxicos
Polícia investiga morte de empresária após parto em clínica particular em Paulista
Filho que sobreviveu a tiro do pai pode perder movimento do braço, diz parente


A Polícia Civil investiga o caso, mas ainda não há suspeitos identificados. Em nota, o MST pediu justiça e disse que o crime foi cometido por "capangas encapuzados e fortemente armados". "Isso demonstra a atual repressão contra os movimentos populares e suas lideranças", afirmou a direção do movimento na Paraíba.

Veja também

Joe Biden e Kamala Harris homenageiam 400 mil vítimas da Covid-19 no país
Estados Unidos

Biden e Kamala homenageiam 400 mil vítimas da Covid-19

Presidente do Butantan diz que pandemia em 2021 pode ser pior do que em 2020
Declaração

Presidente do Butantan diz que pandemia em 2021 pode ser pior do que em 2020