Notícias

Limparam até as minhas gavetas, diz Mandetta ao anunciar permanência na Saúde

'Vamos continuar, porque vamos enfrentar o nosso inimigo, que tem nome e sobrenome, o Covid-19', disse o ministro

Ministro da SaúdeMinistro da Saúde - Foto: Arquivo/Agência Brasil

Após voltar de reunião no Palácio do Planalto, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse nesta segunda-feira (6) que ficará no cargo, após as especulações de que seria demitido pelo presidente Jair Bolsonaro.

"Vamos continuar, porque vamos enfrentar o nosso inimigo, que tem nome e sobrenome, o Covid-19. Temos uma sociedade para lutar e proteger, médico não abandona paciente e não vou abandonar", disse Mandetta.

Leia também:
Bolsonaro avalia demitir Mandetta do Ministério da Saúde
'Médico não abandona paciente', diz Mandetta sobre eventual pedido de demissão


A declaração ocorreu em entrevista coletiva. Ao chegar, Mandetta recebeu aplausos e agradeceu a equipe. "Não é hora de aplaudir ninguém, não terminou nada", respondeu. "é o que já falei: lavoro, lavoro, lavoro."

"Hoje foi um dia que rendeu muito pouco o trabalho do ministério. Teve gente limpando gaveta, pegando as coisas. Até as minhas gavetas", disse o ministro.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

 

Veja também

Cônsul preso por morte de marido enviou mensagem a amiga do casal: "Teve um infarto"
Cônsul da Alemanha

Cônsul preso por morte de marido enviou mensagem a amiga do casal: "Teve um infarto"

Urso polar fere turista em arquipélago norueguês no Ártico
Ataque de Urso

Urso polar fere turista em arquipélago norueguês no Ártico