Linhas no entorno da Caxangá integrarão com os BRTs

Medida tenta consertar anomalias resultantes do atraso da entrega dos terminais integrados da III e da IV Perimetrais

Passageiros terão que desembarcar e se dirigir à estaçãoPassageiros terão que desembarcar e se dirigir à estação - Foto: Arthur Mota

 

Oito linhas de ônibus que atendem bairros no entorno da avenida Caxangá passarão a fazer integração temporal com o sistema BRT Via Livre do Corredor Leste-Oeste. A ideia é que os coletivos, que atualmente fazem o trajeto até o Centro do Recife, sigam somente até a Caxangá. A partir daí, os passageiros teriam que desembarcar, atravessar a via e entrar numa estação de BRT usando o VEM em até duas horas, o que permitiria completar o percurso até o Centro dentro de um BRT sem ter que pagar uma nova tarifa. As mudanças serão detalhadas na manhã de hoje pelo presidente do Grande Recife Consórcio de Transporte, Ruy Rocha, e pelo diretor de planejamento do órgão, Alfredo Bandeira.

Na prática, a medida tenta consertar anomalias resultantes do atraso da entrega dos terminais integrados da III e da IV Perimetrais, em construção às margens da avenida Caxangá. Por conta disso, só três das sete linhas de BRT previstas estão em operação na faixa exclusiva implantada na avenida. Outras dezenas de ônibus convencionais seguem circulando pelas duas faixas restantes.

Com a integração temporal, os usuários passam a fazer a maior parte do percurso da Caxangá em ônibus climatizados, maiores e que contam com a prioridade oferecida pelo corredor exclusivo. O inconveniente, porém, pode ser o desembarque no meio da rua, sem a estrutura dos terminais.

 

Veja também

Senacon adotas medidas para combater comércio de vacinas falsificadas
vacina

Senacon adotas medidas para combater comércio de vacinas falsificadas

Corregedora vai ouvir juíza que desafia CNJ e critica máscara
Coronavírus

Corregedora vai ouvir juíza que desafia CNJ e critica máscara