Literatura de Cordel se torna Patrimônio Cultural do Brasil

O título foi concedido nesta quarta-feira (19), no Rio de Janeiro

No interior do Estado é comum encontrar bancas com livretos pendurados em varalNo interior do Estado é comum encontrar bancas com livretos pendurados em varal - Foto: Divulgação

A literatura de cordel foi transformada em patrimônio cultural imaterial do Brasil, na manhã desta quarta (19). Em reunião no Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro, o Conselho Consultivo do Patrimônio Cultura -órgão colegiado de decisão máxima do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional)- aprovou por unanimidade o tombamento. Estiveram presentes o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, a presidente do Iphan, Kátia Bogéa, e o presidente da ABLC (Academia Brasileira de Literatura de Cordel), Gonçalo Ferreira da Silva, que foi o proponente do pedido de registro.

Em tempo, em Caruaru, no Agreste, foi criada em 2005, a Academia Caruaruense de Literatura de Cordel (ACLC), além da criação do primeiro museu de cordel do mundo, o Museu do Cordel Olegário Fernandes, reformado em 2013.

Veja também

Mundo ultrapassa a marca de 100 milhões de casos por Covid-19
Coronavírus

Mundo ultrapassa a marca de 100 milhões de casos por Covid-19

Pós-Enem: como entrar no ensino superior com a nota da avaliação
Educa Mais Brasil

Pós-Enem: como entrar no ensino superior com a nota da avaliação