Recife

Lixo é retirado do Rio Capibaribe em ação para defesa do meio ambiente

Ação da Prefeitura do Recife foi realizada com o trabalho de garis, ecobarco e caçambas

Ação para retirada do lixo nos manguezais do Rio CapibaribeAção para retirada do lixo nos manguezais do Rio Capibaribe - Foto: Alexandre Aroeira / Folha de Pernambuco

O lixo acumulado no Rio Capibaribe está sendo retirado durante o dia desta sexta-feira (18). A ação da Prefeitura do Recife, por meio da Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb), realiza limpeza das áreas de manguezal nas margens do rio e acontece até este sábado (19). Ao todo, o trabalho está sendo realizada em 1,7 quilômetros de extensão em pontos da cidade.

A ação conta com a atuação de 62 garis, um Ecobarco para a remoção de resíduos flutuantes em todos os trechos navegáveis do rio, duas caçambas basculantes para resíduos volumosos, e um caminhão compactador para resíduos domésticos. 

Segundo os garis, a grande parte dos resíduos são de lixo doméstico da população, entre eles, copos, garrafas pet e móveis. Em algumas ocasiões, também são encontrados colchões, móveis, sapatos e peças de aparelhos eletrônicos, como TV e computador.

O trabalho acontece na área de Casa Forte, Jaqueira e Santana, compreendendo as ruas Leonardo Bezerra Cavalcanti, Afonso Albuquerque de Melo, Dr. Saulo Suassuna, Fernando Benvindo da Fonseca, e área interna do Parque Santana (na margem do rio).

De acordo com a prefeitura, as iniciativas contribuem com a preservação do meio ambiente, retirando os materiais constantemente jogados pela população. Todos os meses, a Emlurb realiza a limpeza nos manguezais que margeiam o Rio Capibaribe. 

Veja também

Projeto doa próteses auditivas a pessoas em situação de vulnerabilidade em Paulista
RMR

Projeto doa próteses auditivas a pessoas em situação de vulnerabilidade em Paulista

Adolescentes entre 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra Covid-19, anuncia ministro
Imunização

Adolescentes entre 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra Covid-19, anuncia ministro