Geral

Loja da Riachuelo sugere compra de mantas para doações ao RS, e vídeo viraliza

De acordo com a empresa, ação foi feita por um funcionário e não tem relação com campanhas oficiais

Loja da Riachuelo é criticada por sugerir que clientes comprem mantas para doar para vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul Loja da Riachuelo é criticada por sugerir que clientes comprem mantas para doar para vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul  - Foto: Reprodução/Tiktok

Um vídeo publicado no TikTok mostra uma loja da Riachuelo sugerindo que clientes comprem mantas para doar às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. A iniciativa foi alvo de críticas de internautas que consideraram que a loja estava tentando se aproveitar da tragédia para vender produtos. De acordo com a marca, o episódio foi ação de um funcionário e não faz parte das campanhas oficiais.

Com 1,4 milhão de visualizações e mais de 175 mil curtidas, o vídeo mostra algumas mantas empilhadas no caixa da loja, com uma plaquinha que diz "Compre e doe aos nossos irmãos do Rio Grande do Sul. Manta por R$ 39,90". O usuário que fez a publicação escreveu "Enquanto uns choram, a Riachuelo vende lençóis".

"Estão tentando lucrar, lucrar e lucrar em cima do que aconteceu com o sul", publicou uma internauta nos comentários.

A Riachuelo confirmou que o caso aconteceu em uma loja em Camaçari, na Bahia, mas divulgou posicionamento informando que não possui campanhas de incentivo à compra de produtos de sua própria marca para serem doados ao Rio Grande do Sul.

De acordo com a nota, "o cartaz veiculado nas redes sociais foi fixado por iniciativa de um colaborador, sem qualquer direcionamento corporativo para tal. Para garantir que não haja erros de interpretação e desvio de atenção quanto às legítimas medidas de solidariedade e empatia com o povo gaúcho, a Riachuelo informa que o cartaz já foi retirado e o responsável devidamente orientado".

A empresa acrescentou ainda que possui campanhas de doação para a população do estado, além de mobilizações para ajudar os mais de 60 funcionários afetados e suas respectivas famílias por meio de suporte financeiro, material e psicológico.

"Desde o dia sete de maio, mais de 15 mil peças de vestuário, cama e banho já foram doados pela companhia, assim como 3,5 mil litros de água potável. Nas próximas semanas, mais de 70 mil itens serão enviados para a região. Além disso, as mais de 330 lojas da marca se tornaram pontos de coleta de doações de diversos itens que, junto com a Cruz Vermelha e Defesas Civis, são distribuídos periodicamente para diferentes municípios do estado", diz a empresa em nota.

Veja também

Caso Marielle: demora em executar plano para matar vereadora irritou irmãos Brazão, diz Lessa
RIO DE JANEIRO

Caso Marielle: demora em executar plano para matar vereadora irritou irmãos Brazão, diz Lessa

Stalking: TJPE manteve condenação de um homem pelos crimes de perseguição no Sertão de Pernambuco
Salgueiro

Stalking: TJPE manteve condenação de um homem pelos crimes de perseguição no Sertão de Pernambuco

Newsletter