Macacos recebem jujubas terapêuticas para tratamento de verme

Última dose dos medicamentos será ofertada nesta sexta-feira (9) no Parque Estadual de Dois Irmãos

Jujubas ofertadas aos primatas têm sabor laranjaJujubas ofertadas aos primatas têm sabor laranja - Foto: Divulgação/Semas-PE

Remédios para macacos em forma de jujubas de sabor laranja são uma inovação do Parque Estadual de Dois Irmãos para o tratamento de verminoses e outros parasitas. As guloseimas terapêuticas foram criadas em uma parceria com uma farmácia de manipulação local e pretendem melhorar a absolvição dos remédios para proteger os macacos-pregos (Sapajus libidinosus) e os macacos-prego-galegos (Sapajus flavius). 

A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco (Semas-PE) realiza a oferta da última dosagem para os macacos nesta sexta-feira (9), a partir das 9h. Durante o período chuvoso os primatas também receberam suplementos de vitamina C em forma de pastilhas para aumentar a imunidade. 
Leia também:
Mulher é condenada a três anos de prisão por 'assédio sexual' a macaco
Área de Mata Atlântica do Parque Estadual Dois Irmãos é triplicada

As jujubas ficaram prontas em 15 dias e foram feitas nos laboratórios da farmácia, que trabalha há cinco anos desenvolvendo produtos e remédios para animais domésticos e silvestres. O corpo técnico do Parque avalia o uso das jujubas terapêuticas com outros animais, como quatis e guaxinins.
Segundo o veterinário do Parque Márcio Silva, os primatas são animais com senso de paladar, inteligência e grande capacidade de manipulação. Por isso, quando notam a presença de remédio na alimentação, muitas vezes retiram a parte com a medicação ou até mesmo lavam os alimentos para remover o produto. Isso gerava grande desperdício e pouca efetividade no controle de enfermidades dos bichos.
Apesar de não apresentarem sinais clínicos das doenças, os primatas receberam as jujubas para ajudar no controle. O macaco-prego-galego inclusive está ameaçado de extinção e, por isso, é fundamental redobrar o cuidado no controle de parasitas. O Parque de Dois Irmãos conta atualmente com 450 animais, entre mamíferos, aves e répteis.

Veja também

Presidente Vizcarra é salvo de destituição pelo Congresso peruano
Peru

Presidente Vizcarra é salvo de destituição pelo Congresso peruano

'Novo normal' não é relativizar riscos da Covid-19; analistas avaliam aglomerações em PE
Zoom

'Novo normal' não é relativizar riscos da Covid-19; analistas avaliam aglomerações em PE