Guerra na Ucrânia

Macron considera útil 'deixar o caminho aberto' para um diálogo com Putin

Presidente francês manteve contato por telefone com o russo, em conversa que o governo russo definiu como "franca"

Presidentes de Rússia e Ucrânia, Vladimir Putin e Emmanuel MacronPresidentes de Rússia e Ucrânia, Vladimir Putin e Emmanuel Macron - Foto: Gonzalo Fuentes e Mikhail Klimentyev/Pool/Sputnik/AFP

O presidente francês, Emmanuel Macron, considerou útil "deixar o caminho aberto" para um possível diálogo com o mandatário russo, Vladimir Putin, quando as condições estiverem adequadas, para tentar pôr fim à ofensiva russa contra a Ucrânia.

Macron disse que, ao mesmo tempo que condena a ofensiva e aplica as sanções, é sua "responsabilidade" manter esse caminho desobstruído, "para que no dia em que estejam reunidas as condições, possamos obter a cessação das hostilidades".

Durante uma agitada quinta-feira, Macron manteve contato por telefone com Putin, em conversa que o governo russo definiu como "franca".

Segundo a presidência francesa, Macron inicialmente se comunicou com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, e em coordenação com ele fez a ligação para Putin.

Nesse telefonema, segundo a presidência francesa, Macron pediu "o fim imediato" da ofensiva russa na Ucrânia e lembrou a Putin que seu país estava exposto a "sanções maciças".

Veja também

Integrantes de rede de comércio ilegal de armas são alvos de operação do MPRJ
rio de janeiro

Integrantes de rede de comércio ilegal de armas são alvos de operação do MPRJ

Polícia deflagra operação para prender suspeitos pela morte de dono de posto em Olinda
OLINDA

Polícia deflagra operação para prender suspeitos pela morte de dono de posto; assassino estava vestido de papangu