Magrão comemora o seu 25º pênalti defendido pelo Sport

O goleiro foi um dos responsáveis pelo triunfo rubro-negro diante do Vitória por 1 a 0, no último domingo (16)

Felipe Oriá, professor da Fundação Getúlio Vargas, é um dos fundadores do movimentoFelipe Oriá, professor da Fundação Getúlio Vargas, é um dos fundadores do movimento - Foto: Divulgação

Um dos maiores ídolos do Sport, o goleiro Magrão foi apontado como um dos principais responsáveis pelo triunfo diante do Vitória, no último domingo (16). Aos 39 anos, 11 deles dedicados ao Leão, o arqueiro pegou o seu 25º pênalti com a camisa rubro-negra. Na cobrança da Zé Love, aos 11 minutos do primeiro tempo, o veterano escolheu o canto certo e evitou o gol de empate dos baianos. E só não defendeu a segunda penalidade na partida, que seria a 26ª pelo time pernambucano, porque Kieza bateu na trave, quando o arqueiro estava na bola se ela fosse no gol.

Vários rubro-negros resolveram fazer homenagens ao ídolo leonino, com um deles publicando um vídeo com todos os 25 pênaltis defendidos por Magrão com a camisa do Sport. O primeiro aconteceu em 2007, um ano depois de o profissional aportar na Ilha do Retiro. Curiosamente, a primeira cobrança defendida foi contra outro goleiro. Em outubro de 2007, Rogério Ceni bateu no canto direito e o rubro-negro fez a defesa. De pouco adiantou, já que o Tricolor acabou vencendo por 2x1.

Questionado sobre o que fez ele acertar os lados nas duas cobranças diante do Vitória, Magrão explicou. “Falando friamente, no primeiro pênalti foi coisa da minha cabeça mesmo. Me concentrei e falei que seria no meu canto direito. Fui convicto. Já no do Kieza sabia que normalmente ele bate pênalti de forma cruzada. Porém dessa vez ele tirou bastante e ela tocou na trave. Mas eu conseguiria a defesa. ”, comentou.

Veja também

Amazônia tem 14º mês seguido de aumento de desmate, e derrubada em junho é a maior desde 2016
Meio Ambiente

Amazônia tem 14º mês seguido de aumento de desmate, e derrubada em junho é a maior desde 2016

Lei que proíbe fornecimento de canudos em Pernambuco é aprovada pela Alepe
Meio ambiente

Lei que proíbe fornecimento de canudos em Pernambuco é aprovada pela Alepe