Mundo

Maior banco alemão se retira da Rússia

Banco segue iniciativa de outras financeiras internacionais, como Goldman Sachs e JP Morgan Chase

 Banco alemão, Deutsche Bank Banco alemão, Deutsche Bank - Foto: Pixabay

O maior banco alemão, Deutsche Bank, anunciou nesta sexta-feira (11) sua saída da Rússia, seguindo os passos de outras instituições financeiras internacionais, como Goldman Sachs e JP Morgan Chase.

"Em linha com nossas obrigações legais e regulatórias, estamos reduzindo nossas atividades restantes, conforme as exigências legais e regulatórios", informou o grupo. "Paralelamente, ajudamos nossos clientes internacionais não russos a reduzirem suas atividades no país. Não fazemos mais novos negócios na Rússia", acrescentou o banco, condenando a invasão à Ucrânia.

O Deutsche Bank destacou que já havia reduzido substancialmente seu "envolvimento e presença na Rússia desde 2014", ano em que Moscou ocupou a península da Crimeia e uma guerra eclodiu entre rebeldes separatistas pró-Rússia e Kiev.

A instituição possui um importante centro tecnológico na Rússia, com 1.500 especialistas em informática a serviço de seu banco de investimento. "O risco operacional" de um potencial fechamento desse centro é "bem contido" e "não apresenta nenhum risco significativo" para as operações globais do banco, afirmou o Deutsche Bank nesta semana.

Veja também

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle
Família real

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid
Negacionismo

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid