A-A+

Iêmen

Mais de 100 rebeldes iemenitas morrem em ataques da coalizão liderada por Riad

O Iêmen está há sete anos mergulhado em um conflito entre os rebeldes huthis, apoiados pelo Irã, e o governo, apoiado por esta coalizão militar

Conflito no Iêmen Conflito no Iêmen  - Foto: Mohammed Huwais/AFP

Mais de 100 rebeldes foram mortos nas últimas 24 horas, no Iêmen, em ataques da coalizão militar liderada pela Arábia Saudita na cidade de Marib, controlada pelas forças governamentais.

"Lançamos 19 ataques que destruíram 12 veículos militares da milícia (dos huthis) e mataram 108 terroristas nas últimas 24 horas", anunciou a coalizão.

O Iêmen está há sete anos mergulhado em um conflito entre os rebeldes huthis, apoiados pelo Irã, e o governo, apoiado por esta coalizão militar liderada pela Arábia Saudita. 

No mês passado, os xiitas huthis retomaram sua ofensiva para reconquistar o controle de Marib. Desde então, os confrontos e ataques aéreos deixaram centenas de mortos entre rebeldes e tropas leais ao governo. 

Tudo isso agravou esta que é tida pela ONU como a pior crise humanitária do mundo hoje.

Veja também

Covid-19: 20 milhões estão com a segunda dose da vacina atrasada
Campanha de vacinação

Covid-19: 20 milhões estão com a segunda dose da vacina atrasada

Inteligência dos EUA adverte que mudança climática é ameaça à segurança nacional
Casa Branca

Inteligência dos EUA adverte que mudança climática é ameaça à segurança nacional