GUERRA NA UCRÂNIA

Mais de 2.100 habitantes da cidade ucraniana Mariupol morreram na ofensiva russa

Mariupol, uma cidade portuária estratégica localizada entre a Crimeia e Donbas, está em uma situação "quase desesperadora", sem comida, água, gás, eletricidade e comunicações, segundo os Médicos Sem Fronteiras

Guerra na UcrâniaGuerra na Ucrânia - Foto: Handout / State Emergency Service of Ukraine / AFP

Mais de 2.100 habitantes da cidade ucraniana atacada de Mariupol (sudeste) morreram desde o início da ofensiva russa, disse o prefeito da cidade neste domingo (13). 

"Os ocupantes atacam cinicamente e deliberadamente edifícios residenciais, áreas densamente povoadas, destroem hospitais infantis e infraestrutura urbana (...) Até o momento, 2.187 habitantes de Mariupol foram mortos em ataques russos", disse o prefeito da cidade no Telegram.

"Em 24 horas, vimos 22 bombardeios em uma cidade pacífica. Cerca de 100 bombas já foram lançadas em Mariupol", acrescentou. 

Mariupol, uma cidade portuária estratégica localizada entre a Crimeia e Donbas, está em uma situação "quase desesperadora", sem comida, água, gás, eletricidade e comunicações, segundo os Médicos Sem Fronteiras (MSF). 

Um relatório anterior na sexta-feira das autoridades locais colocou o número de mortos em 1.582.

Veja também

Blinken cita 'divergência real' por fala de Lula sobre Israel, mas destaca aliança
POLÊMICA

Blinken cita 'divergência real' por fala de Lula sobre Israel, mas destaca aliança

Medicamento para a asma pode prevenir riscos de alergias alimentares, diz estudo
PESQUISA

Medicamento para a asma pode prevenir alergias alimentares