Mais de 70 municípios de PE receberam combustível, diz Paulo Câmara

De acordo com Paulo Câmara, até esta sexta (1º), não vai haver problema para que os insumos cheguem às cidades, no que depender do escoamento interno de Pernambuco

Paulo Câmara Paulo Câmara  - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, informou, em coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (30), que mais de 70 municípios do Estado, do total de 185, já receberam combustível após o desbloqueio de vias importantes para o escoamento da produção. A expectativa do Governo é de que o abastecimento seja normalizado de 5 a 7 dias em Pernambuco.

"Desde o início da manhã, já estamos conseguindo fazer que combustível e outros produtos cheguem às cidades pernambucanas. Esperamos, nos próximos dias, acelerar todo o conjunto de ações para que a normalidade esteja presente em todas as cidades", disse.

Leia também:
Estradas no país têm 540 pontos de obstrução, diz ministro
Operação do Exército e polícias percorre BR-101 para retirar bloqueios na RMR
Circulação de caminhões com combustível já chega a 60%, diz associação


De acordo com Paulo Câmara, até esta sexta (1º), não vai haver problema para que os insumos cheguem às cidades no que depender do escoamento interno de Pernambuco. "Estamos aguardando o desbloqueio de algumas estradas nos estados vizinhos, o que deve acontecer nas próximas horas", disse.

Ainda segundo o governador, até as 17h, 650 caminhões saíram de Suape para abastecer o Estado. A meta é retirar mais de mil veículos ainda nesta quarta. A retirada dos veículos da avenida que dá acesso ao porto teve início na madrugada, quando uma operação da Polícia Militar resultou na saída de 200 caminhões.

Ainda de acordo com Câmara, o Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa) registrou, nesta quarta, 50% do volume normal no local: "A expectativa é que no sábado (2), no mais tardar na próxima segunda (4), volte à normalidade".

Com relação aos serviços públicos prestados à população pernambucana, o governador reforçou que continuam garantidos. “As escolas estão funcionando normalmente. Desde o inicio dessa crise, não fechamos nenhuma. Na saúde, estamos dando atenção necessária a todos os municípios que precisem de transporte para trazer pacientes. A demanda caiu expressivamente, mas não tivemos nenhum relato de falta de atendimento que tenha resultado em agravamento de situação de doentes em Pernambuco”, registrou.

Veja também

Covid-19: casos sobem para 17,7 milhões e mortes, para 496 mil
Coronavírus

Covid-19: casos sobem para 17,7 milhões e mortes, para 496 mil

EUA destacam 'metas promissoras' de Bolsonaro para proteção ambiental
Diplomacia

EUA destacam 'metas promissoras' de Bolsonaro para proteção ambiental