Mais de 750 brasileiros retornaram ao Brasil em meio à pandemia

Cidadãos retornaram nesta sexta (3), vindos de cinco países

General Walter Souza Braga NettoGeneral Walter Souza Braga Netto - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Um total de 768 cidadãos brasileiros desembarcou no país nesta sexta-feira (3), oriundos de diferentes países, em meio à pandemia do novo coronavírus. A repatriação dessas pessoas tem sido articulada pelo governo federal, através do Itamaraty, já que a oferta de de voos comerciais caiu drasticamente e dezenas de países fecharam suas fronteiras para conter o avanço da doença.

"Hoje foram repatriados 768 brasileiros, sendo 434 da Bolívia, 243 do Reino Unido, 60 da Argentina, 22 do Chile e 9 de Trinidad Tobago, totalizando 11.235 brasileiros repatriados", informou o ministro-chefe da Casa Civil, Braga Netto, em coletiva de imprensa.

Na última quarta-feira (1º), o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse que cerca de 5,8 mil brasileiros ainda estavam retidos em diferentes países. Parte desses resgates tem sido realizada por meio de voos fretados pelo próprio Itamaraty.

Leia também:
Brasil tem 359 mortes e 9.056 casos da Covid-19
Dimensão da pandemia no Brasil será percebida nas próximas semanas


Cestas básicas
Braga Netto também informou que o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humano (MMFDH) vai transferir cerca de R$ 40 milhões para a aquisição de cestas básicas, que serão distribuídas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e pela Fundação Nacional do Índio para grupos vulneráveis e em reservas indígenas. Segundo o ministro, serão contempladas 161 mil comunidades em 25 estados. O objetivo é garantir a segurança alimentar dessas populações durante a pandemia da covid-19.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Mundo ultrapassa a marca de 100 milhões de casos por Covid-19
Coronavírus

Mundo ultrapassa a marca de 100 milhões de casos por Covid-19

Pós-Enem: como entrar no ensino superior com a nota da avaliação
Educa Mais Brasil

Pós-Enem: como entrar no ensino superior com a nota da avaliação