Mais um trecho da Via Metropolitana garantido

Ministro das Cidades, Bruno Araújo, assina autorização para início do primeiro trecho da segunda etapa das obras da Via Metropolitana Norte

InformáticaInformática - Foto: Reprodução/Internet

Prevista, inicialmente, para ser concluída em março deste ano, a Via Metropolitana Norte (VMN) terá obras do primeiro trecho da segunda etapa iniciadas nesta terça-feira. O sistema viário orçado em R$ 123 milhões, que pretende desafogar o trânsito caótico entre Olinda e Paulista, ambas na Região Metropolitana do Recife, terá autorização para início de objeto (AIO) assinada pelos ministro das Cidades, o pernambucano Bruno Araújo, amanhã, no Palácio do Governo, no bairro de Santo Antônio, Zona Central do Recife, às 11h.

A nova etapa, que recebe recursos da ordem de quase R$ 23 milhões do Governo Federal, prevê duas grandes construções: um viaduto sobre o Terminal Integrado da PE-15, em Ouro Preto, e a extensão de vias marginais do canal do Fragoso. Do último, as obras contemplarão 1,4 quilômetro do trecho já alargado. De acordo com o projeto completo, 2,3 quilômetros do canal serão alargados e revestidos.

A VMN é uma espécie de integração entre as PE-01, no limite entre Olinda e Paulista e a PE-15. Terá a função de desafogar o trânsito e beneficiará diretamente cerca de 70 mil motoristas e usuários e de ônibus por dia. A autorização a ser assinada amanhã beneficiará os veículos que desejam chegar ao Recife partindo dos bairros de Maria Farinha, Pau Amarelo e Janga, no Paulista, e Rio Doce e Jardim Atlântico em Olinda. Eles não precisarão utilizar a Estrada dos Bultrins ou o Largo do Varadouro, comumente congestionados e alvo de reclamação de quem usa a via. Ainda em Olinda, reflexos positivos devem ser sentidos na circulação de veículos da avenida Getúlio Vargas, que cruza o Bairro Novo, próximo à orla, de acordo com o próprio Ministério das Cidades.

Para o secretário de obras de Olinda, Manoel Sátiro, a VMN é a obra estruturadora mais importante da cidade. “Nenhuma obra tem hoje mais relevância. Porque ela vai resolver o problema do trânsito, da mobilidade, mas também vai acabar com os alagamentos que vemos hoje. Antes, com um pulo você conseguia atravessar alguns trechos do canal do Fragoso. E ele está sendo alargado, em alguns pontos, em até 45 metros. É uma obra esperada há muitos anos”, avaliou.

Veja também

Pernambuco registra 1.450 novos casos e 29 óbitos por Covid-19
Coronavírus

Pernambuco registra 1.450 novos casos e 29 óbitos por Covid-19

Covid-19: entidade orienta sobre vacinação em pacientes reumáticos
Saúde

Covid-19: entidade orienta sobre vacinação em pacientes reumáticos