A-A+

Manchas de óleo voltam a aparecer no litoral do Ceará

As manchas apareceram nas praias de Caetanos de Cima, no município de Amontada, e na praia de Apiques, em Itapipoca

Manchas de óleo nas praiasManchas de óleo nas praias - Foto: Adema/Governo de Sergipe

Resíduos de óleo foram encontrados novamente no litoral do Ceará nesta segunda-feira (30), após aproximadamente dois meses longe na região. As manchas apareceram nas praias de Caetanos de Cima, no município de Amontada, e na praia de Apiques, em Itapipoca.

De acordo com o Ibama, amostras do material foram enviadas para análise no Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM), a fim de verificar o tipo do óleo.

Leia também:
Justiça amplia critérios para pagamento de auxílio a pescadores locais afetados por óleo
Manchas de óleo chegam pela primeira vez ao litoral do Rio de Janeiro
Pesquisa traça impacto do derramamento de óleo no Nordeste
Estudo diz que consumo de pescado de Pernambuco é seguro

A Marinha do Brasil informou que militares, membros da Defesa Civil e voluntários estão sendo mobilizados para ajudar no recolhimento dos vestígios de óleo. Segundo o Ibama, até a última sexta (27) haviam 980 pontos atingidos pelos resíduos, em contaminação que atingiu todos os estados do Nordeste, mais praias do Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Membros do Turismo Comunitário de Caetanos de Cima disseram à Folha de S.Paulo que foi a segunda vez que o petróleo chegou na cidade e em praias vizinhas. Dessa vez, as manchas chegaram em maior quantidade, segundo as pessoas ouvidas pela reportagem. A comunidade de Caetanos de Cima, litoral oeste do Ceará, é formada por pescadores e agricultores.

As primeiras manchas de óleo foram vistas há quatro meses no litoral do Nordeste, no estado da Paraíba, em 30 de agosto. As cidades afetadas na ocasião foram Conde e Pitimbu, que ficam a cerca de 40 km uma da outra.

As análises do óleo, realizadas pela Petrobras, Marinha e universidades do Nordeste, indicaram que o material tem assinatura venezuelana, uma mistura de três campos de exploração no país.

Em resposta, o governo de Nicolás Maduro negou que seja responsável pelo desastre ambiental.

Veja também

Igarassu: vacinação itinerante acontece neste sábado (23)
Covid-19

Igarassu: vacinação itinerante acontece neste sábado (23)

Primeiro voo há 115 anos: Santos Dumont aliou invenções à ciência
História

Primeiro voo há 115 anos: Santos Dumont aliou invenções à ciência