Manifestantes fazem protesto contra paralisação de obras de habitacionais em Olinda

Ato acontece nesta quinta-feira (5), na avenida Agamenon Magalhães, em frente a Companhia Estadual de Habitação e Obras

Manifestantes protestam em frente a CEHABManifestantes protestam em frente a CEHAB - Foto: Henrique Genecy/ Folha de Pernambuco

A paralisação nas obras dos habitacionais Peixinhos I e II, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife, mobilizou a ida de moradores para realizar um protesto, nesta quinta-feira (4), na avenida Agamenon Magalhães, no bairro de Campo Grande, na Zona Norte do Recife. O ato acontece em frente a Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab).

Segundo os moradores, a obra permanece parada há oito meses e caso estivesse pronta, a construção iria beneficiar mais de 720 famílias. O trânsito no sentido Boa Viagem está parado. Agentes da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) foram encaminhados ao local. O trânsito é desviado pela avenida Cruz Cabugá.

Os manifestantes afirmam que falta diálogo da gestão do secretário Kaio Maniçoba que comanda a pasta desde julho de 2017.  Paulo André, uma das lideranças do Movimento Nacional de Luta por Moradia, considera defasada a política habitacional do governo do estado. "As famílias aqui não tem casa. Tem gente que espera o habitacional de Peixinhos, tem gente recebendo auxílio moradia irrisório de 200. E tem comunidade sendo expulsa de forma violenta dos terrenos que dizem querer construir habitacionais".

A reportagem procurou a Secretaria de Habitação mas até o momento não obteve respostas.

Mais informações instantes 

Veja também

Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado
meio ambiente

Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado

Pandemia causa atrasos nas obras de recuperação de Mariana
Mariana

Pandemia causa atrasos nas obras de recuperação de Mariana