Manifestantes que ocupavam a Cehab são recebidos para negociação

Grupo de 300 famílias realizou protestos na sede da Companhia para pedir solução para os problemas de moradia

Julio Lossio (Rede) em São CaetanoJulio Lossio (Rede) em São Caetano - Foto: Raquel Elblaus

Os manifestantes que ocuparam a sede da Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab), localizado na avenida Agamenon Magalhães, nesta sexta-feira (25), foram recebidos pelo diretor de operações do órgão, Bruno Lisboa, no Auditório do prédio. Mais de trezentas famílias de comunidades das zonas Norte e Central do Recife pediam uma resposta do Governo Estadual quanto aos problemas de moradia que enfrentam.

Leia mais:

Manifestantes ocupam prédio da Cehab para pedir moradia

O auditório foi aberto por volta das 10h30, quando os integrantes do movimento começaram a negociar uma data para serem recebidos pelas autoridades competentes, numa reunião com o núcleo que o governador Paulo Câmara criou para atender as solicitações dos moradores dessas localidades. A equipe é composta pelo vice-governador Raul Henry, o secretário da Casa Civil Antônio Figueira, e o diretor presidente da Cehab Marcos Baptista Andrade.

Durante a manhã, os manifestantes também realizaram um ato contra a PEC 55, a reforma trabalhista e a reforma da previdência na avenida Agamenon Magalhães. O ato começou por volta das 7h30 e durou uma hora. Os participantes são moradores de nove comunidades do Recife. De acordo com a organização do movimento, eles devem seguir para o protesto marcado na praça do Derby, às 15h.

Veja também

Casos de Covid-19 na Rocinha podem ser 62 vezes maiores que o oficial
Subnotificação

Casos de Covid-19 na Rocinha podem ser 62 vezes maiores que o oficial

Documentos perdidos no Carnaval continuam sendo entregues em Olinda
Serviço

Documentos perdidos no Carnaval continuam sendo entregues em Olinda