Maracaípe ganha Parque Natural

Medida atinge área de mangue do Pontal, no trecho de observação do cavalo marinho. Passeios de jangada serão monitorados pela gestão municipal

Unidade de conservação ocupará área de mangue com 15 hectares, no Pontal de Maracaípe Unidade de conservação ocupará área de mangue com 15 hectares, no Pontal de Maracaípe  - Foto: Arthur de Souza/Arquivo Folha

Uma área extensa de pouco mais de 15 hectares de manguezal que margeia o Pontal de Maracaípe, em Ipojuca, Litoral Sul do Estado, será transformada em Parque Natural Municipal. A iniciativa, da prefeitura, ocorre um ano após o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendar a transformação desse território em unidade de conservação. A medida visa a preservar o bioma e a fauna marinha diante da pressão turística, principalmente, aos fins de semana.

É nessa área que o rio Maracaípe se encontra com o mar (estuário) e serve de berçário para várias espécies, sobretudo, aos cavalos marinhos (Hippocampus) -, forte atrativo do ecoturismo local. Com a criação da unidade de conservação, o trecho de observação do cavalo marinho, por meio dos passeios de jangada, também passa a ser monitorado pela gestão municipal, que poderá estabelecer regras de visitação. A assinatura do decreto foi feita ontem, pela Prefeitura de Ipojuca.

Leia também:
Ativistas protestam contra construção da Arena Porto, em Ipojuca
Decreto pode permitir obras da Arena Porto


Realizado há mais de dez anos, o passeio turístico para ver os cavalos marinhos é a principal atividade remuneratória dos jangadeiros locais, sendo responsável pelo sustento de cerca de 40 famílias. Para manejar esses animais de forma que não comprometa sua sobrevivência, os jangadeiros passaram por capacitações feitas por técnicos do Projeto Hippocampus, programa voltado à conservação dessa espécie.

“Essa assinatura do decreto foi importante também para pôr fim numa briga que se arrasta há 15 anos. Antes, quando era território privado, existia um conflito entre os jangadeiros e os que se diziam donos da propriedade. Ganhamos na Justiça e agora administraremos toda essa área”, comemora o secretário de Meio Ambiente e Controle Urbano de Ipojuca, Erivelto Lacerda.

Por meio da criação do Parque Natural Municipal, explica Lacerda, a intenção é também intensificar a fiscalização ambiental e incentivar a realização de um estudo prévio para autorizar ou proibir a construção e funcionamento de bares e restaurantes na área. O Bar do Galo, por exemplo, ocupa uma área dentro no rio Maracaípe, sendo responsável por grande parte da movimentação do Pontal.

Sobre as medidas a serem adotadas, o secretário preferiu não se adiantar. “Estamos, primeiramente, fazendo um estudo técnico da topografia da área, a biodiversidade existente de fauna e flora e as ocupações atualmente existentes para saber se impactam ou não. Deveremos intervir no que impactar ambientalmente, mas sempre conversando com a população”, explica.

Uçá
Na ocasião, também foi lançado o projeto Museu do Caranguejo Vivo, uma ação voltada para o repovoamento da espécie uçá, criticamente ameaçada de extinção. O espaço físico ocupará 1,5 hectares dos 15 hectares do parque e terá como objetivo acompanhar o comportamento desses crustáceos, colocá-los em quarentena antes de liberá-los no mangue e também implantar um laboratório para acompanhar o nível de salinidade do rio Maracaípe. A ideia, destaca Lacerda, é aproveitar esse espaço para atividades de educação ambiental com a população. “Estamos estudando a possibilidade de colocar trilhas suspensas em meio a essa área do mangue para as pessoas verem de perto esses caranguejos e receberem explicações sobre como preservar a espécie uçá”, diz. O projeto inclui a instalação de banheiros e um espaço voltado ao artesanato.

Veja também

Anvisa autoriza uso emergencial do 2º lote da CoronaVac; total é de 4,8 milhões de doses
Vacina

Anvisa autoriza uso emergencial do 2º lote da CoronaVac; total é de 4,8 milhões de doses

Distribuição de vacinas da AstraZeneca deve começar neste sábado (23)
Coronavírus

Distribuição de vacinas da AstraZeneca deve começar neste sábado (23)