Marcha contra cúpula do G7 reúne milhares de pessoas

Os manifestantes cruzaram a fronteira entre Espanha e França em um ambiente pacífico e festivo, contra a cúpula do G7, em Biarritz, no sudoeste da França

Milhares de pessoas participaram na manhã deste sábado (24) de uma marcha organizada por diversos coletivos sociais contra a cúpula do G7, em Biarritz, no sudoeste da França. Os manifestantes cruzaram a fronteira entre Espanha e França em um ambiente pacífico e festivo.

A marcha contra as políticas liberais do G7 desenvolveu-se entre as localidades fronteiriças de Hendaya, na França, e Irún, na Espanha, próximas a Biarritz, sem que se registrassem incidentes durante o percurso.

Leia também:
Começa G7 potencialmente explosivo em Biarritz
Amazônia e tensões comerciais dominam início da cúpula do G7
Bolsonaro acusa Macron de colonialismo após sugestão de tratar de Amazônia no G7


Segundo os organizadores, participaram da marcha cerca de 15 mil pessoas. Fontes oficiais francesas, entretanto, estimaram em 9 mil o número de manifestantes.

A manifestação caracterizou-se pelo caráter pacífico, depois da detenção, na noite passada, de 17 pessoas e de quatro policiais terem sofrido ferimentos leves em distúrbios ocorridos localidade basco-francesa de Urrugne.

As autoridades espanholas e francesas chamaram a atenção, há dias, para a possibilidade de elementos violentos contrários ao sistema se infiltrarem no movimento com a intenção de provocar incidentes, embora os promotores da iniciativa tenham reiterado, desde segunda-feira (19), que todas as suas atividades seriam pacíficas.

Veja também

Brasil supera 4,5 milhões de infectados pelo novo coronavírus
Coronavírus

Brasil supera 4,5 milhões de infectados pelo novo coronavírus

Autoridades dos EUA interceptam envelope evenenado endereçado à Casa Branca
Mundo

Autoridades dos EUA interceptam envelope evenenado endereçado à Casa Branca