Mari Palma apresenta melhora após 14 dias de isolamento

A jornalista da CNN Brasil conta, em vídeo, que recuperou olfato e paladar

Mari Palma e Phelipe SianiMari Palma e Phelipe Siani - Foto: Reprodução/Instagram

Ao que tudo indica, a jornalista da CNN Brasil Mari Palma, 31, está curada do coronavírus. Ela revelou que não sente mais os sintomas da Covid-19.
"Foto com o olho inchado depois de conversar com a família pelo vídeo e dizer que enfim, está tudo bem. Amanhã [sábado, 11] a gente completa nossos 14 dias de isolamento. Recuperei meu olfato e meu paladar, estou me sentindo muito bem e pronta pra voltar ao trabalho", postou em suas redes sociais.

A jornalista agradeceu ao namorado, o jornalista Phelipe Siani, 35, também da CNN Brasil, pelo cuidado e aporte nesse período e também às mensagens de apoio do público nas redes sociais. "Reforço meu pedido de sempre aqui: se cuidem. Uma hora tudo isso vai passar", publicou.

Leia também:
Mari Palma e Phelipe Siani fazem isolamento domiciliar após ela contrair novo coronavírus
CNN Brasil decide afastar William Waack dos estúdios por causa do coronavírus

Os jornalistas Mari Palma e Phelipe Siani foram afastados da apresentação do programa Live CNN, após Mari sentir sintomas do novo coronavírus. Com isso, os dois, que são namorados, tiveram de ficar em quarentena na casa que dividem em São Paulo.
A CNN divulgou um comunicado na manhã do dia 30 de março, o dia seguinte ao aniversário de Mari, afirmando que ela sentia sintomas de gripe na noite da sexta (27) e, após consulta com os médicos, concluiu-se diagnóstico de infecção pelo novo coronavírus. Siani, no entanto, não teve sintomas.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Linhas do TI Joana Bezerra que deveriam operar com redução de passageiros seguem com lotação
Ônibus

Linhas do TI Joana Bezerra que deveriam operar com redução de passageiros seguem com lotação

Após críticas, Ministério da Saúde retira do ar aplicativo que indicava remédios sem eficácia
Coronavírus

Após críticas, Ministério da Saúde retira do ar aplicativo que indicava remédios sem eficácia