EUA

Marinheiro é encontrado agarrado a barco a 138 km da costa

Stuart Bee, 62, foi localizado à deriva pela tripulação de um navio com contêineres e não teve nenhum ferimento

Stuart BeeStuart Bee - Foto: Reprodução/Facebook

Um marinheiro que havia sido dado como desaparecido pela família no último sábado (28) foi encontrado agarrado ao casco de um barco naufragado a 138 quilômetros da costa da Flórida, nos EUA.

Stuart Bee, 62, foi localizado à deriva pela tripulação de um navio com contêineres e não teve nenhum ferimento. De acordo com o site da ABC News, a suboficial da Guarda Costeira Veronica Dunn-Depretis afirmou que quando o homem foi encontrado, ele segurava o casco do barco que saía da água, por cerca de 1 metro. "Ele estava se agarrando a isso quando o encontraram e o puxaram para cima em seu navio", disse.

Segundo a suboficial, o marinheiro saiu com o barco do Porto Canaveral na sexta-feira (27) à noite e planejava ficar no mar por várias horas. Mas, no sábado, quando ele não voltou, a família acionou a Guarda Costeira. A busca foi iniciada imediatamente, e uma mensagem de emergência foi transmitida por rádio para navios comerciais informando o desaparecimento.

A Guarda Costeira afirmou que durante a madrugada a água começou a entrar na cabine do barco de 9 metros, que afundou. O homem se agarrou, então, à parte que estava para fora da água e ficou à espera de outra embarcação. Assim que viu o navio com contêineres se aproximando, Bee acenou para chamar a atenção da tripulação.

Os tripulantes o viram, avisaram o capitão, que aproximou o navio de onde estava Bee, e jogaram uma boia para auxiliar no resgaste. O marinheiro nadou até o navio, subiu as escadas laterais e foi recebido por tripulantes.

Veja também

Chegada tranquila de estudantes para a prova do Enem neste domingo
Educação

Chegada tranquila de estudantes para a prova do Enem neste domingo

Prefeitura do Recife promove ação educativa nos parques por respeito às medidas de prevenção
Coronavírus

Prefeitura do Recife promove ação educativa nos parques por respeito às medidas de prevenção