A-A+

Matrículas em creches públicas cresceram 4,4% em 2019, diz MEC

Em 2018, o número foi de 2,3 milhões

Segundo o Censo Escolar 2019, existem no Brasil 71,4 mil crechesSegundo o Censo Escolar 2019, existem no Brasil 71,4 mil creches - Foto: Antonio Cruz/Arquivo Agência Brasil

O Ministério da Educação (MEC) informou nesta sexta-feira (31) que as matrículas nas creches públicas cresceram 4,4 % em 2019 em relação ao ano de 2018. De acordo com a pasta, no ano passado, 2,4 milhões crianças de até 3 anos foram matriculadas. Em 2018, o número foi de 2,3 milhões. Os dados estão disponíveis no Censo Escolar 2019, divulgado nesta sexta-feira pelo ministério.

O levantamento também mostra que existem em todo o país 71,4 mil creches públicas e privadas em funcionamento, totalizando 3,7 milhões de alunos.

De acordo com as informações, também houve aumento no número de matrículas de alunos que cursam o ensino médio em tempo integral. Segundo o ministério, atualmente, 10,8% do total de matrículas são de estudantes que passam pelo menos sete horas nas atividades escolares.

Leia também:
Creche-escola municipal é inaugurada em comunidade da Zona Oeste do Recife
Sisu: envio de documentos para matrícula vai até terça-feira


A pesquisa trouxe mais cem novos campos de informações para a pesquisa. Segundo os novos resultados, existem 187,7 mil gestores nas escolas brasileiras, sendo 80,8% mulheres em cargos de direção. A pesquisa também revelou que 10% dos diretores têm no currículo curso de formação continuada em gestão escolar.

O Censo Escolar é realizado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão do Ministério da Educação.

Veja também

Moscou ordena fechamento de 11 dias em meio a alta de casos e mortes por Covid-19
Mundo

Moscou ordena fechamento de 11 dias em meio a alta de casos e mortes por Covid-19

PCR e 99 ofertam 10 mil corridas gratuitas para postos de vacinação para pessoas de baixa renda
Coronavírus

PCR e 99 ofertam 10 mil corridas gratuitas para postos de vacinação para pessoas de baixa renda