Mc Livinho é acusado de agredir funcionário após show

O técnico de som teve fotos de seus ferimentos divulgadas

Mc Livinho agrediu um técnico de som após seu showMc Livinho agrediu um técnico de som após seu show - Foto: Divulgação

O funkeiro Mc Livinho está sendo acusado de agressão por um técnico de som, que alega ter trabalhado para o cantor. O relato feito pelo funcionário foi feito na página da empresa “Áudio Mix Brasil”, no Facebook. No post, o homem, que não foi identificado, teve as fotos de seus ferimentos divulgadas e conta que tudo começou por conta de duas microfonias no P.A. (sigla para Public Address, relativa ao sistema de som). Ele conta que as microfonias estavam sendo gerenciadas por outra pessoa durante uma apresentação do cantor.

"Acabou o show e ele me chamou no camarim. Estava ele, a mulher dele, o empresário e o produtor. Aí ele começou a falar que tinha que ter um cara competente na equipe dele, que ele não é digno de ter uma equipe que é uma b*** e começou a esculachar", contou. "Disse que eu não sabia o que estava fazendo e começou a me xingar do nada com vários palavrões. Eu apenas falei: 'Mano, não dá pra trabalhar com você, esse desrespeito com palavras e com atitudes em cima do palco é inadmissível pra mim', e pedi as contas", prosseguiu.

As fotos do agredido foram divulgadas pela empresa AudioMix

As fotos do agredido foram divulgadas pela empresa AudioMix - Crédito: Divulgação

Logo após, ele conta o momento em que ocorreram as supostas agressões. "Virei as costas, saí do camarim, bati a porta e ele veio atrás, correndo. Me pegou na escada do camarim da Áudio Club pelas costas, chutando pela escada e já me agredindo com algo na mão". A assessoria de Mc Livinho ainda não se pronunciou sobre o caso.  

 

Veja também

Dom Hélder Câmara recebe título de Patrono dos Direitos Humanos de Pernambuco
Reconhecimento

Dom Hélder Câmara recebe título de Patrono dos Direitos Humanos de Pernambuco

Explosão piora situação dos milhares de refugiados sírios em Beirute
líbano

Explosão piora situação dos milhares de refugiados sírios em Beirute