A-A+

MEC contrata gráfica que vai imprimir provas do Enem 2019

Contrato com empresa Valid foi de R$ 151,7 milhões, 6% a mais que valor de 2018

O primeiro listão com os resultados sai no dia 30O primeiro listão com os resultados sai no dia 30 - Foto: Arquivo/Agência Brasil

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) assinou o contrato com a nova gráfica que vai imprimir o Enem após falência da empresa que fazia os serviços desde 2009.

O órgão ligado ao MEC (Ministério da Educação) manteve a dispensa de licitação após ter obtido essa autorização do TCU (Tribunal de Contas da União). A empresa Valid foi contratada por R$ 151,7 milhões. O valor é 6% maior do que o do ano anterior, quando o serviço custou R$ 143,5 milhões.

O aumento fica acima da inflação do período, que ficou em 4,5% entre junho de 2018, quando o documento anterior foi assinado, e abril de 2019, segundo o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

O extrato do contrato foi publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (21).
A gráfica RR Donneley anunciou falência no dia 31 de março e, desde então, a realização do exame e o respeito ao cronograma têm sido colocados em xeque.

O Inep já registra seu terceiro presidente durante o governo Jair Bolsonaro (PSL).
Marcus Vinicius Rodrigues foi demitido em 26 de março. O órgão ficou sem dirigente até 15 de abril, quando o Elmer Vicenzi foi anunciado.

Leia também:
Cronograma do Enem está mantido, diz novo presidente do Inep
Bolsonaro ainda não pediu para ler Enem 2019, diz presidente do Inep

Com menos de um mês no cargo, Vicenzi foi demitido no dia 16 de abril. O servidor Alexandre Ribeiro Pereira Lopes assumiu o cargo na sequência. Lopes ocupava a função de diretor legislativo na secretaria-executiva da Casa Civil, de onde também veio o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Em mensagem distribuída pelo governo, Lopes garantiu que seguirá os cronogramas.

A RR Donnelly imprimia as provas do Enem desde 2009 por meio de apenas dois processos licitatórios, realizados em 2010 e 2016. Este último foi investigado no TCU por suposto direcionamento a essa empresa.

Em 24 de abril, o TCU autorizou que, neste ano, o Inep dispensasse licitação e contratasse a empresa classificada na sequência no certame de 2016 –neste caso, a Valid.

Em 2016, a Valid havia sido classificada com o valor de R$ 143 milhões, e a RR Donneley, por R$ 139 milhões. Questionado, o Inep não esclareceu por que o contrato deste ano teve esse aumento.

Em nota, o órgão afirmou que avaliou alternativas para que não houvesse intercorrências na edição do Enem 2019. "Em face da decretação de falência da empresa que era detentora do contrato para a impressão das provas do Enem 2019, o Inep adotou as medidas necessárias para garantir a impressão das provas e a realização do exame conforme cronograma previsto, tudo em estrita conformidade com os ditames estabelecidos na Lei [de licitações]", diz nota.

A Polícia Federal ainda investiga se um suposto direcionamento do contrato para a RR Donneley teria sido repassado à Valid. A denúncia foi feita pela Gráfica Plural, parceria do Grupo Folha com a Quad Graphics, que também participou da concorrência.

O Enem recebeu neste ano 6,3 milhões de inscrições. O número final deve ser menor porque os candidatos têm que pagar taxa de inscrição até o dia 23 de maio.
As provas ocorrem nos dias 3 e 10 de novembro.

O exame é a porta de entrada para praticamente todas as universidades federais, além de ser critério para bolsas do ProUni (Programa Universidade para Todos) e para acessar o Fies (Financiamento Estudantil).

A nova gráfica será responsável pela diagramação, manuseio, embalagem, impressão, rotulagem e entrega dos cadernos de provas para os Correios. O processo de logística do Enem inclui condições especiais de sigilo e segurança.

A Valid é especializada em impressão de itens como cartão de crédito e chips de celular. É a primeira vez trabalhará com um exame do porte do Enem.

Um outro contrato, de R$ 143,1 milhões, foi garantido à Valid para a impressão de outras avaliações do instituto, como Saeb (prova da educação básica), Enade (exame do ensino superior), Encceja (certificação para adultos) e pré-testes (etapa necessária para validar itens usados nas avaliações).

Veja também

Saúde promove Dia "D" de vacina antirrábica na fronteira com a Bolívia
Saúde

Saúde promove Dia "D" de vacina antirrábica na fronteira com a Bolívia

Talibãs exibem corpos de sequestradores em cidade no Afeganistão
Mundo

Talibãs exibem corpos de sequestradores em cidade no Afeganistão