Mendonça Filho assina autorização para o uso do nome social de pessoas transexuais e travestis na ed

O ministro da Educação reuniu-se com representantes de movimentos sociais na tarde desta quarta-feira (17) e assinou o documento que torna o fato possível

Mendonça Filho reuniu-se com lideranças de movimentos sociais para assinar o documento Mendonça Filho reuniu-se com lideranças de movimentos sociais para assinar o documento  - Foto: Divulgação

O ministro da Educação, o pernambucano Mendonça Filho, deu passo histórico para a comunidade LGBT na tarde desta quarta-feira (17), em Brasília. Ele assinou autorização para que pessoas transexuais e travestis usem o nome social na matrícula da educação básica do País. Na prática, isso quer dizer que travestis e transexuais poderão usar o nome de acordo com o gênero com o qual se identificam. A questão do nome, para essas pessoas, vale salientar, também é tida como um fator de evasão escolar. 

O ato representa um passo histórico para a comunidade LGBT

O ato representa um passo histórico para a comunidade LGBT - Crédito: Divulgação

Essa foi uma demanda dos movimentos sociais em 2016, e finalmente foi atendida. A ideia de procurar Mendonça partiu da sua conterrânea Maria do Céu, que representa o Ministério da Cultura no Nordeste. Com o ato, o ministro vai de encontro a várias bancadas. Promete dar o que falar! 

Veja também

Vila de Araçoiaba será beneficiada com obra de abastecimento de água
Grande Recife

Vila de Araçoiaba será beneficiada com obra de abastecimento de água

MPT recebe sugestões de ações de combate ao racismo
Reunião virtual

MPT recebe sugestões de ações de combate ao racismo