Mendonça Filho assina convênio de R$ 5,4 milhões para melhorias na UPE

Aquisição de um ônibus e ampliação do campus de Petrolina fazem parte do pacote

Universidade de Pernambuco (UPE)Universidade de Pernambuco (UPE) - Foto: Peu Ricardo/Arquivo Folha

O ministro da Educação, Mendonça Filho, autoriza simbolicamente, nesta quinta-feira (15), um convênio com a Universidade de Pernambuco (UPE) para uma série de melhorias na instituição, como a aquisição de um ônibus e a ampliação do campus de Petrolina. Desse convênio, R$ 3,9 milhões são do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao MEC.

O valor total do convênio é de R$ 5.375.921,15. Outra parte dos recursos - R$ 500 mil - é fruto de emenda parlamentar do senador Fernando Bezerra Coelho. Os R$ 975.921,15 restantes são de contrapartida da UPE.

Leia também:
Ministro visita o Porto Social dias depois de chuvas danificarem o local
Ministro participa de lançamento de centro universitário no Recife


Atualmente, há apenas um ônibus para atender a toda a estrutura da universidade. Com a aquisição de outro veículo, o deslocamento de professores e alunos em atividades acadêmicas dos cursos oferecidos nos campi do interior do estado serão facilitados. Já a biblioteca terá sua estrutura ampliada para 427 metros quadrados.

A nova estrutura vai atender os 3.148 alunos e 216 docentes do campus Petrolina, que oferta 10 cursos de graduação, entre licenciaturas e bacharelados na área das ciências da saúde.

Além disso, serão realizadas melhorias no Auditório Professor Clélio Lemos na Faculdade de Ciências da Administração de Pernambuco (FCAP). O local tem 600 metros quadrados e capacidade para 400 pessoas. O convênio irá custear novas instalações elétricas, hidráulicas, paredes acústicas, equipamento de som, iluminação e mobiliário.

Faculdade
A FCAP conta com um único curso de graduação - administração de empresas –, que atende a 950 estudantes, e 19 cursos de pós-graduação, com 876 alunos. Há ainda uma Escola de Aplicação com 245 alunos. O quadro de profissionais é constituído por 63 docentes e 43 técnicos-administrativos.

Por isso, o convênio com a UPE prevê também a construção de uma área de convivência. Apesar dos seus 60 anos de existência, no local não há um espaço de intercâmbio entre seus frequentadores. Também será um local de exposição artística e cultural. A área terá 300 metros quadrados e ficará localizada entre o bloco A e B.

Também está prevista a ampliação do Edifício Garagem do Pronto Socorro Cardiológico Universitário de Pernambuco Prof. Luiz Tavares (Procape), habilitado como Centro de Referência de Alta Complexidade Cardiovascular, e um dos hospitais que a universidade tem em sua estrutura. São 256 leitos em ambulatório e emergência, que atende a cerca de mil pacientes por dia.

No Procape funcionam regulamente os programas de residência de medicina, enfermagem e nutrição. Estão inclusas nas atividades estudantis programa de estágio, curso de mestrado em ciência da saúde e programa associado de pós-graduação entre UPE e Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) em educação física.

Os 648 alunos residentes têm que compartilhar 81 vagas com outros profissionais de saúde ligados ao hospital. Por isso, o projeto visa uma ampliação de 195 vagas e uma área de 1.918 metros quadrados.

UPE
A UPE conta com 15 campi, sendo três na região metropolitana do Recife e oito abrangendo todas as regiões do estado, e três hospitais universitários. Toda essa estrutura conta com 8.253 alunos, 343 professores e 132 funcionários, em 37 cursos distribuídos entre graduação e pós-graduação.

Veja também

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021
carnaval

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França, informa Itamaraty
internacional

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França