COP26

Meta de 100 bilhões de dólares a países pobres para o clima pode ser alcançada em 2023

Em 2009 os países ricos se comprometeram a aumentar para US $ 100 bilhões anuais em 2020, mas não alcançaram o objetivo até hoje

Logo COP26Logo COP26 - Foto: Divulgação

Os organizadores da COP26 acreditam que até 2023 a meta dos países ricos e altamente poluentes de conceder 100 bilhões de dólares por ano aos Estados pobres para ajudá-los a enfrentar a crise climática pode ser alcançada, de acordo com um relatório publicado nesta segunda-feira (25).

A última análise financeira "permite-nos confiar que (a meta) será alcançada em 2023" e será superada nos anos seguintes, segundo relatório divulgado pela presidência britânica da conferência, faltando seis dias para a sua abertura, em Glasgow.

Em 2009, na Conferência do Clima de Copenhague, os países ricos se comprometeram a aumentar para US $ 100 bilhões anuais em 2020 a ajuda aos Estados do sul na luta contra as mudanças climáticas (medidas de adaptação e redução das emissões).

Dez anos depois, estão longe de seus objetivos. 

Em 2019, alcançaram apenas 79,6 bilhões, de acordo com os últimos números publicados em setembro pela OCDE. 

Os números para 2020 são desconhecidos, mas "é quase certo que o objetivo não foi atingido", reconheceu o presidente da COP26, Alok Sharma, em comunicado por videoconferência para apresentação do relatório, que detalha os meios para alcançá-lo. 

Essa promessa não cumprida prejudica os preparativos para a COP26, que começa em 31 de outubro na cidade escocesa de Glasgow.

O governo britânico espera convencer cerca de 200 países a fazer mais para reduzir suas emissões, a fim de conter o aquecimento global abaixo de 1,5 °C em comparação com a era pré-industrial, conforme previsto pelos Acordos de Paris.

Veja também

Entidades criticam 'campanha de sabotagem' e pedem avanço na vacinação infantilVacinação

Entidades criticam 'campanha de sabotagem' e pedem avanço na vacinação infantil

Brasil registra 23,7 milhões de casos de Covid-19Pandemia

Brasil registra 23,7 milhões de casos de Covid-19