Metrô do Recife não sofrerá reajuste de passagens, anuncia Ministério das Cidades

Último aumento das tarifas metroviárias no Recife foi em 9 de janeiro de 2011; Conselho Metropolitano aprovou alta nas passagens de ônibus

Além de ONGs, as vagas também são destinadas para empreendedores sociais que desenvolvem projetos para geração de oportunidades em educação, emprego e rendaAlém de ONGs, as vagas também são destinadas para empreendedores sociais que desenvolvem projetos para geração de oportunidades em educação, emprego e renda - Foto: Divulgação

Apesar de aprovado o aumento nas tarifas de ônibus na Região Metropolitana do Recife (RMR), o metrô da capital não sofrerá reajuste nas passagens. O valor é o mesmo há seis anos, com 80% das despesas do sistema bancados pelo Ministério das Cidades.

Leia mais:
Aumento da passagem de ônibus é aprovado no Grande Recife


O último reajuste das tarifas metroviárias no Recife foi em 9 de janeiro de 2011, com custo de R$ 2,15 na tarifa integrada do anel A e R$ 3,25 no anel B; só para o metrô, o custo do transporte é de R$ 1,60 para o passageiro. De acordo com o Ministério das Cidades, a arrecadação com as tarifas é responsável por apenas 20% dos custos do sistema. A ideia, de acordo com o governo federal, é contribuir para que as tarifas de transporte sejam as menores possíveis para os passageiros.

Já para quem vai utilizar ônibus, a Grande Recife aumento o valor do anel A de R$ 2,80 para R$ 3,20, e o B, de R$ 3,85 para R$ 4,40. O anel D deve subir de R$ 3 para 3,45, e o G, de R$ 1,85 para R$ 2,10. O reajuste é de 14,26%. A nova tarifa deve começar a valer neste domingo (15), após passar pela Agencia Reguladora de Pernambuco (Arpe). O reajuste foi aprovado, nesta sexta-feira (13), pelo Conselho Superior de Transportes Metropolitano (CSTM), que tem o secretário estadual das Cidades, Fracisco Papaléo, como presidente.

Veja também

Cadela é resgatada após ser amarrada em moto e arrastada por seis quilômetros, no Grande Recife
Folha Pet

Cadela é resgatada após ser amarrada em moto e arrastada por seis quilômetros, no Grande Recife

STJ decide que condomínio pode proibir locação por meio de aplicativo
Justiça

STJ decide que condomínio pode proibir locação por meio de aplicativo