Metrô do Recife: usuários insatisfeitos com aumento de tarifa

A partir deste domingo (8), tarifa passa a ser de R$ 3. Em março, valor será fixado em R$ 4.

Nova tarifa do Metrô é de R$3 a partir deste domingo (8)Nova tarifa do Metrô é de R$3 a partir deste domingo (8) - Foto: Arthur de Souza

Os usuários já estão pagando mais caro pela passagem do Metrô do Recife. Seguindo o planejamento de reajustes escalonados, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) elevou, a partir deste domingo (8), a tarifa ao valor de R$ 3. Este é o terceiro aumento de uma série que fixará o tíquete em R$ 4 até março de 2020.

Entre a população que utiliza o modal para se locomover pela região, o clima é de insatisfação. “Não temos conforto, os trens só vivem quebrados e ainda assim somos obrigados a pagar a mais por isso? É um verdadeiro absurdo uma coisa dessa acontecer”, reclama a aposentada Cleide Ferreira de Santana, de 66 anos.

Uma moradora de Surubim, que há um mês está no Recife, também não poupa críticas ao aumento de preços. “Se você estivesse pagando por um serviço decente, até justificava o preço alto. Porém, não temos o mínimo conforto para justificar uma conta tão cara”, relata Ediuza de Souza, que completa afirmando que a tarifa era para baixar e não aumentar. Ao ser informada que em março do próximo ano a passagem irá custar R$ 4, ela foi taxativa. “ Agora que ninguém anda mais de metrô”, disparou.

Leia também:
Após 73ª paralisação do metrô no ano, usuários se queixam de serviços precários
CBTU rebate críticas sobre reajuste no Metrô do Recife
Lista de privatização inclui Correios, Eletrobras, CBTU e Casa da Moeda, diz jornal
  

De acordo com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), o aumento das tarifas de metrô tem como objetivo suprir um déficit com a operação, folha de pagamento e indenizações da empresa. A CBTU justifica que o custo com a manutenção da rede em Estado é de R$ 541 milhões somente neste ano. No entanto, a arrecadação máxima chegou a apenas R$ 70 milhões.

Veja também

Amazonas volta a suspender funcionamento de bares e casas de show
Coronavírus

Amazonas volta a suspender funcionamento de bares e casas de show

Professores da rede estadual rejeitam volta da aula presencial dia 6 e decretam estado de greve
PERNAMBUCO

Professores da rede estadual rejeitam volta da aula presencial dia 6 e decretam estado de greve