Argentina

Milei nomeia ex-candidato a vice-ministro da Defesa da Argentina

Petri, um advogado de 46 anos, assumirá o cargo em 10 de dezembro, dia da posse de Milei

Bullrich e Petri forneceram apoio individual a Milei no segundo turno de 19 de novembroBullrich e Petri forneceram apoio individual a Milei no segundo turno de 19 de novembro - Foto: Juan Mabromata/AFP

O presidente eleito da Argentina, Javier Milei, anunciou nesta segunda-feira (4) a nomeação como ministro da Defesa de Luis Petri, ex-candidato a vice-presidente da aliança Juntos pela Mudança, cujo apoio foi chave para a vitória do Libertário.

Petri, um advogado de 46 anos, assumirá o cargo em 10 de dezembro, dia da posse de Milei.

Este governante da província de Mendoza compôs a chapa da conservadora Patrícia Bullrich, que também apoiou Milei após ficar em terceiro lugar no primeiro turno presidencial e será ministro de Segurança.

“Assim, a chapa completa do Juntos pela Mudança ficou integrada ao governo do Liberdade Avança”, disse a assessoria de imprensa de Milei em um comunicado.

Bullrich e Petri forneceram apoio individual a Milei no segundo turno de 19 de novembro, em meio às fortes divisões dentro da coalizão de centro-direita que governou com o ex-presidente Mauricio Macri (2015-2019).

Petri agradeceu sua nomeação e prometeu “trabalhar em uma mudança que permita voltar a dar valor ao papel das nossas Forças Armadas. Orgulho de nosso país”, segunda mensagem na rede social X.

Milei, um libertário e ultraliberal, se propôs a reduzir significativamente o gasto público e anunciou um forte corte na quantidade de ministérios.

Veja também

Pentágono atribui sigilo sobre câncer de Austin a aspectos de protocolo
Pentágono

Pentágono atribui sigilo sobre câncer de Austin a aspectos de protocolo

Biden espera cessar-fogo em Gaza a partir da próxima semana
Gaza

Biden espera cessar-fogo em Gaza a partir da próxima semana