Ministério da Saúde diz que primeiro caso de coronavírus no Brasil é, na verdade, de janeiro

A confirmação veio após investigação retrospectiva de casos

Coletiva do Ministério da SaúdeColetiva do Ministério da Saúde - Foto: Reprodução / TV Brasil

O Ministério da Saúde informou nesta quinta-feira (2) a identificação de um primeiro caso de coronavírus no Brasil ainda em janeiro deste ano. Até agora, a primeira confirmação tinha ocorrido no dia 26 de fevereiro.

Segundo o secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Wanderson Oliveira, o vírus já estava no Brasil em janeiro, um mês antes do que se pensava. A confirmação veio após investigação retrospectiva de casos.

Ele não deu detalhes sobre onde foi localizado esse caso nem tampouco sobre o perfil da pessoa infectada, mas disse que se trata de um caso importado de outro país.

Leia também:
Mandetta anuncia contrato de R$ 1,2 bi para compra de respiradores
Número de casos de Covid-19 sobe para 7.910 e mortes chegam a 299


"Tivemos, a partir de investigação retrospectiva, a identificação do primeiro caso confirmado. Ele é da semana epidemiológica 4, do dia 23 de janeiro", disse em entrevista coletiva nesta quinta-feira no Planalto. "Havia circulação inicial de casos já no final de janeiro de 2020, com caso importado, obviamente".

"Esse caso agora está sendo mais investigado, mas o resultado laboratorial é PCR, não tenho dúvidas de que é um caso confirmado".

Até então, o primeiro caso confirmado da doença era de um homem de 61 anos de São Paulo que havia viajado à Itália, país com uma das maiores concentrações de registros da doença. A confirmação desse caso foi feita pelo Ministério da Saúde no dia 26 de fevereiro.

De acordo com Oliveira, a investigação retroativa também foi feita com o vírus da zika. "Inicialmente achávamos que os primeiros casos eram de abril de 2015; um ano depois, com investigação retrospectiva, identificamos que havia casos em banco de sangue na região amazônica desde abril de 2014."

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

G7 se compromete a combater pandemia, crise climática e os desafios da China e Rússia
Líderes

G7 se compromete a combater pandemia, crise climática e os desafios da China e Rússia

Famílias de classe D são as que sofrem mais impacto na pandemia
Primeira infância

Famílias de classe D são as que sofrem mais impacto na pandemia