Ministros participam de nova reunião do gabinete de monitoramento

Eles atualizam as ações para enfrentar mais um dia de desbloqueio em estradas, após a negociações para encerrar os protestos pela alta dos combustíveis

No domingo (27), presidente Temer anunciou a decisão de congelar por 60 dias a redução do preço do diesel na bomba em R$ 0,46 por litroNo domingo (27), presidente Temer anunciou a decisão de congelar por 60 dias a redução do preço do diesel na bomba em R$ 0,46 por litro - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Começou há pouco mais uma reunião do Grupo de Acompanhamento da Normalização do Abastecimento, no Palácio do Planalto. Ministros de várias áreas como segurança pública, defesa, transportes, saúde e trabalho discutem a situação do país no momento em que os caminhoneiros entram no nono dia de protestos. Eles atualizam as ações para enfrentar mais um dia de desbloqueio em estradas, após a negociações para encerrar os protestos pela alta dos combustíveis.

Participam os ministros da Defesa, general Silva e Luna; o ministro extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann; o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha; o ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun; o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, Sergio Etchegoyen; a ministra da Advocacia-geral da União, Grace Mendonça; o secretário-executivo do Ministério dos Transportes, Hebert Drummond; o ministro da Saúde, Gilberto Occhi; o ministro do Trabalho, Helton Yomura; o secretário-executivo adjunto da Agricultura, Raphael Vianna; o ministro substituto da Justiça, Claudemir Brito; e integrantes da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal.

O presidente Michel Temer está em São Paulo, onde participou mais cedo da cerimônia de abertura do Fórum de Investimentos Brasil 2018. No discurso, Temer destacou importância do diálogo para a democracia e disse que quando “alguns” rejeitam o diálogo e ameaçam parar o Brasil, é preciso exercer “a autoridade” para preservar os direitos da população.

Leia também:
Temer reúne ministros para monitorar greve
Em áudio vazado, ministros do STF criticam greve de caminhoneiros


Nos últimos dias o governo anunciou medidas para atender à pauta de reivindicações dos caminhoneiros. No domingo (27), presidente Temer anunciou a decisão de congelar por 60 dias a redução do preço do diesel na bomba em R$ 0,46 por litro. O governo concordou ainda em eliminar a cobrança do pedágio dos eixos suspensos dos caminhões em todo o país, além de estabelecer um valor mínimo para o frete rodoviário.

Veja também

Miami dará vacina da Covid em aeroporto, e Nova York planeja oferecê-la em pontos turísticos
Vacina contra Covid-19

Miami dará vacina em aeroporto, e NY deve oferecer em pontos turísticos

Europa vê relação entre vacina da Pfizer e edema facial em quem fez preenchimento
Vacinação

Europa vê relação entre vacina da Pfizer e edema facial em quem fez preenchimento