Missa marca 50 anos da morte do padre Henrique

Eucaristia foi celebrada pelo arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido

Missa foi celebrada na Catedral da SéMissa foi celebrada na Catedral da Sé - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Uma missa ministrada pelo arcebispo do Recife e Olinda, dom Fernando Saburido, na manhã deste domingo (26), na catedral da Sé, em Olinda, marcou a passagem do meio século do assassinato do padre Antônio Henrique Pereira Neto. Conhecido como padre Henrique, ele era assessor do arcebispo dom Helder Câmara na época do regime ditatorial, quando foi torturado e morto no dia 27 de maio de 1969.

“Ele foi pego exatamente no dia 26, um dia que para nós é marcante, pois o padre Henrique era um jovem que foi professor e era alguém muito dedicado e preparado. Partiu tragicamente fruto da repressão. Estamos aqui celebrando a memória dele com esse sentimento de perda, porque ele poderia ainda estar entre nós. Nós pedimos que perdoem aos que fizeram mal a esse homem de bem”, comentou dom Saburido.

Leia também:
Igreja Matriz de Santo Antônio é pichada após restauro
Briga com pastor de igreja pode ter motivado ataque a tiros em Paracatu (MG)


A irmã do padre Henrique, Isairas Padovam não perdeu a oportunidade de homenagear seu irmão. “Apesar de tanto tempo, ainda ficamos triste e temos muita saudade, mas ainda temos que agradecer por termos conseguido enterrar o nosso irmão. Afinal, tem tantos que nem isso tiveram direito e que até hoje os corpos dos seus entes não foram encontrados”, revelou a irmã enquanto passava em frente ao túmulo do padre, sepultado ao lado de dom Helder, na catedral da Sé.

Nesta segunda, às 10h, como parte das celebrações em torno dos 50 anos da morte do padre Henrique, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara fará uma oferta de uma coroa de flores no túmulo do sacerdote. Às 18h, na igreja das Fronteiras, no Derby, será realizada a “Vigília em memória dos 50 anos do martírio de Padre Henrique”. Em seguida, acontece um momento de reflexão sobre sua vida e assassinato através da apresentação compacta da peça “O pro(fé)ta – o bispo do povo”, encenada pelos atores Júnior Aguiar e Daniel Barros.

Veja também

No vácuo da gestão Bolsonaro, grupo cria campanha de vacinação contra coronavírus
Mobilização

No vácuo da gestão Bolsonaro, grupo cria campanha de vacinação contra coronavírus

Abrigo Cristo Redentor, em Jaboatão dos Guararapes, recebe as primeiras doses da CoronaVac
VACINAÇÃO

Abrigo Cristo Redentor, em Jaboatão dos Guararapes, recebe as primeiras doses da CoronaVac