Montagem do Galo Gigante apresenta problema

Estrutura estava prevista para ficar pronta na manhã da sexta

Montagem do Galo por volta das 16hMontagem do Galo por volta das 16h - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Previsto inicialmente para estar pronto na manhã desta sexta-feira (9), dia de abertura oficial do Carnaval do Recife, o Galo Gigante na Ponte Duarte Coelho, no Centro da capital pernambucana, apresenta problemas na montagem nesta quinta-feira à tarde. A Prefeitura do Recife (PCR), no entanto, mantém o cronograma de entrega para as 6h da  sexta.

O cenógrafo Edson Lira, que assina o Galo neste ano, afirmou que toda a equipe está empenhada em entregar a estrutura totalmente pronta no horário estipulado. "Algumas peças demoraram um pouco mais para serem montadas, mas, depois que o pessoal pega o jeito, o trabalho evolui mais rápido. Tudo está ocorrendo bem e toda equipe está envolvida neste trabalho. Acredito que conseguiremos entregar no horário definido", declarou Lira.

A reportagem da Folha de Pernambuco esteve no local da montagem e constatou dificuldades para fixar parte da estrutura. A previsão, segundo o diretor de engrenagem, Carlos Accioly, é de que estrutura só deverá estar totalmente prona no fim da tarde da sexta-feira. A Prefeitura do Recife, no entanto, garante que o Galo Gigante estará de pé na data prevista, na manhã desta sexta e afirmou que Accioly não estaria autorizado para falar sobre o assunto.

Segundo Carlos Accioly, houve "um pequeno atraso" por causa do encaixe nas engrenagens, mas que a escultura já esta com 50% montado. "O processo de montar o Galo envolve a equipe de designer, calculistas e a os executores. Alinhar tudo isso em 28 dias é pouco tempo. Mas essas questões estruturais são normais e ele estará pronto até amanhã no fim da tarde", explicou.

A estrutura de ferro se junta às peças de revestimento, que chegaram no início da manhã desta quinta. A montagem é de responsabilidade do iluminador e cenógrafo Edson Lira. O Galo terá 25 metros de altura e pesa 3,5 toneladas com tons em amarelo, vermelho, verde e laranja. No total, serão usadas 700 penas de PVC expandido, de tamanhos entre 60 centímetros e 4 metros, adesivadas com padronagens criadas especialmente para o Galo pelo designer Walther Holmes. As cabeças e os pés foram esculpidos manualmente pelo artesão Mestre Tonho. 40 pessoas trabalham na composição do símbolo do Carnaval recifense desde a primeira semana de janeiro.

O presidente da Fundação de Cultura do Recife, Diego Rocha, informa que a parte estrutural do Galo está toda montada. “No ano passado, o Galo era montado no próprio guindaste e peça por peça era encaixada. Este ano, a estrutura principal será montada primeiro e depois chegarão as peças pequenas que compõem o Galo, como as penas e o revestimento”, explica. “Pelo que vi do material, a gente acredita que este ano o Galo vai ficar bem mais bonito”, continua.

Veja também

Professora da Unicap é acusada de racismo
Racismo

Professora da Unicap é acusada de racismo

Homem é condenado a pagar 15 salários mínimos por maltratar cães em MG
animais

Homem é condenado a pagar 15 salários mínimos por maltratar cães em MG