Moradores de habitacionais ganham horta comunitária

Os habitacionais Naná Vasconcelos e Residencial, na Linha do Tiro, e o Residencial Governador Miguel Arraes, no bairro do Passarinho, receberam plantações de viveiros de mudas, minhocários e hortas verticais

HortaHorta - Foto: Mandy Oliver/Folha de Pernambuco

Os habitacionais Naná Vasconcelos e Residencial, na Linha do Tiro e o Residencial Governador Miguel Arraes, no bairro do Passarinho, no Recife, receberam plantações de viveiros de mudas, minhocários e hortas verticais. O projeto Condomínio Orgânico está sendo feito para o consumo e a geração de renda das famílias beneficiadas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Beberibe. Cerca de 150 mudas foram plantadas - alecrim, arruda, manjericão, alface, erva doce, menta, hortelã e morango - no Naná Vasconcelo.

O secretário de Saneamento do Recife, Alberto Feitosa, afirmou que o projeto vai desde a muda, produção do húmus e plantio até a coleta e a venda desses produtos. “A gente cumpre um papel que é muito maior do que só fazer obra de pedra de cimento. É um papel de construir vida na vida das pessoas”. As crianças também estão sendo orientadas e ganhando conhecimento. “Eu fiquei impressionado quando recebi uma planta de manjericão, e uma criança de em torno de oito anos conheceu que era manjericão”, comenta.

Moradora do Naná Vasconcelos, Rosalina Pereira da Silva, 49 anos, contou que, a partir da horta, surgiu uma prioridade, alimento e cuidado para os moradores. “Para a gente, isso aqui está sendo uma terapia. Eu venho, olho, cuido. Já comi do couve, do coentro, ou seja, uma coisa que eu to plantando e colhendo pra mim”, afirma.

Leia também:
Dê um destino sustentável ao lixo orgânico
Feira de orgânicos de Casa Amarela será todas as sextas


O geólogo, professor e técnico em agroecologia Nivaldo Neri explicou que as plantas vão servir de alimentos para eles, e o que vai para fora são o beneficiado. “Nosso trabalho é apropriar essa realidade pra uma vida mais saudável. Que envolve do alimento orgânico até o processo terapêutico, que é lidar com as plantas”, afirma. “As crianças estão aqui sempre, já sabem o nome das plantinhas. A nossa política é quem sabe construir não destrói”.

Os moradores dos habitacionais ficarão responsáveis por cuidar da horta vertical, viveiros de mudas e minhocários. Serão utilizadas garrafas PET como vasos e onde serão plantadas as mudas. Nos minhocários, criados para a produção do húmus (fezes que contribui para tornar a terra fértil) e bio-fertilizante orgânico, serão depositados os lixos orgânicos. O viveiro de mudas servirá para o cultivo de pequenas mudas, utilizadas para comercialização.

O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Beberibe tirou famílias que moravam em comunidades à margem do rio Beberibe. Elas foram para dez habitacionais, entre eles, o Naná Vasconcelos e o Residencial Governador Miguel Arraes. O programa está estudando como os outros habitacionais receberão o projeto.


Veja também

Confira a previsão do tempo desta segunda-feira (13) em Pernambuco
tempo

Confira a previsão do tempo desta segunda-feira (13) em Pernambuco

Sanções impostas pelo Ibama caem 60% em um ano, e especialistas alertam para apagão ambiental
Meio ambiente

Sanções impostas pelo Ibama caem 60% em um ano, e especialistas alertam para apagão ambiental