A-A+

Moradores e funcionários de condomínio em Aldeia serão vacinados contra febre amarela

Medida preventiva, divulgada após reunião realizada nesta quarta-feira (8), foi tomada após 14 saguis serem encontrados mortos

Vacina da febre amarelaVacina da febre amarela - Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

A partir deste sábado (11), os moradores e funcionários do Condomínio Alvorada, em Aldeia, Camaragibe, começarão a ser vacinados contra febre amarela. A vacinação é preventiva e foi antecipada para o condomínio, já que no local foram encontrados 14 saguis mortos ainda com a causa sendo investigada.

A informação foi divulgada pela prefeitura após reunião realizada, nesta quarta-feira (8), com as equipes do Programa Nacional de Imunização (PNI) Municipal e Estadual, diretorias de vigilância em saúde, diretoria do condomínio e os funcionários do mesmo.

De acordo com a coordenadora municipal de imunização, Maria José Neves, a partir da próxima segunda (13) a imunização começará a ser direcionada aos demais moradores de Camaragibe. "Vamos antecipar o início da vacinação de febre amarela que só ocorreria em março. Todos vão precisar se vacinar, crianças e adultos. Como houve esse evento (as mortes dos saguis) as Secretarias de Saúde municipal e estadual resolveram antecipar agora para janeiro", disse a coordenadora.

Ainda segundo Maria José Neves, os agentes de saúde irão nas casas que fazem as visitas semanalmente e informarão quais unidades de saúde estão fazendo a vacinação.

Leia também:
Saúde amplia público para vacinas contra febre amarela e gripe
Fiocruz retomará exportação de vacinas contra a febre amarela


Pessoas de seis meses a 59 anos poderão ser imunizadas contra febre amarela. Quem já foi vacinado não precisa repetir a dose, segundo a coordenadora de imunização. "Nesse primeiro momento não precisa as pessoas saírem correndo para se vacinar. Não é motivo para pânico, pois não temos o vírus circulante no município, nem no Estado. Mas é melhor prevenir do que remediar, por isso resolvemos antecipar essa vacinação", disse.

Maria José Neves destacou ainda que o resultado do laudo da causa da morte dos animais sairá no final do mês. "Existem várias causas que podem ocorrer, como herpes. A única coisa que podemos fazer é prevenir com a vacina", acrescentou. Atualmente, o município tem 2,5 mil doses.

Na reunião realizada nesta quarta, foram feitos informativos sobre como proceder com os animais encontrados, as principais doenças que os afetam, como é feita a coleta dos animais doentes e/ou mortos e o que é feito com os que são recolhidos; além de explicar as formas de prevenção de doenças em seres humanos e como realizar o controle de doenças transmitidas por animais. "A Prefeitura de Camaragibe pede que, caso algum munícipe venha a encontrar um animal morto ou doente, ele não toque e não tente pegar, visto que o mesmo pode estar com raiva e transmitir a doença. Nesses casos, deve-se procurar o poder municipal, através do número 3458-0723, e acionar os responsáveis", disse o município em nota.

Capacitação
A Secretaria Estadual de Saúde informou, em nota, que na última segunda-feira (6) treinou equipes da brigada ambiental, vigilância ambiental e Secretaria de Meio Ambiente de Camaragibe sobre a importância de notificar a ocorrência de morte de primatas não humanos e os cuidados ao encontrar esses animais. O Programa de Arboviroses também fará palestras educativas com os moradores e funcionários do condomínio.

Por fim, a SES-PE informa que não registra casos autóctones de febre amarela em Pernambuco desde 1938. Ou seja, não há a circulação do vírus da doença no Estado desde então. Destaca-se também que os macacos não transmitem a doença para os humanos, sendo vítimas também do vírus. Importante lembrar, ainda, que Pernambuco realiza, desde 2017, a vigilância em epizootia para monitorar a mortalidade de primatas não humanos. Desde então, não há nenhum óbito relacionado à febre amarela desses animais no Estado.

Veja também

Homem ameaça banhista com um jacaré em praia no Rio
BRASIL

Homem ameaça banhista com um jacaré em praia no Rio

Caminhão com sucata tomba e interdita faixas da BR-232 no Curado por quase 6 horas
RECIFE

Caminhão com sucata tomba e interdita faixas da BR-232 no Curado por quase 6 horas